Topo
pesquisar

Escolhendo o berçário

Comportamento

PUBLICIDADE


Observe o espaço físico do berçário, se é ventilado, com brinquedos apropriados.

Retornar ao mercado de trabalho após o nascimento do filho pode ser um momento de desespero e insegurança para muitas mães, no que se refere à escolha do melhor local para deixá-lo. Em caso de dúvidas, procure informações primeiramente. Você poderá aproveitar o tempo da licença- maternidade para tentar buscá-las. Veja aqui algumas dicas do que é interessante você observar:

• De acordo com médicos e educadores, além de olharem a higiene do local para evitar a transmissão de doenças, é preciso que os pais se atentem também a atenção que o berçário concede ao desenvolvimento afetivo e cognitivo da criança;
• Certifique-se de que as pessoas que manipulam as crianças possuem os cuidados higiênicos necessários;
• Observe o espaço físico, se é ventilado, com brinquedos apropriados, se existe um local específico para a troca de fraldas;
• Confira se uma das atenções da escola é voltada para a prevenção de acidentes;
• De acordo com a regulamentação do MEC, para cada seis crianças de até um ano de idade, recomenda-se um adulto, já na faixa etária de um a dois anos são oito crianças;
• Observe a segurança. Pisos planos, roupas de cama organizadas, mamadeiras esterilizadas;
• Compreenda como a escola que você visita trata a questão da disciplina, dos limites e como trabalham os direitos e deveres.

Por Patrícia Lopes
Graduada em Psicologia
Equipe Brasil Escola

Comportamento - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola