Topo
pesquisar

O Ingresso da Criança no Contexto Escolar

Comportamento

PUBLICIDADE


Entrada na pré-escola muitas vezes é assinalada por insegurança.

Atualmente o contexto escolar tem se inserido cada vez mais cedo na rotina da criança, como um dos primeiros lugares de complemento do ambiente familiar. No entanto, percebe-se que a entrada da criança na escola envolve um processo de adaptação difícil tanto para a criança e educadores, quanto para a família. Processo este, que muitas vezes se torna gerador de sentimentos que necessitam ser compreendidos, como a separação sentida pela criança em relação à família.

Vale ressaltar a importância dos pais propiciarem a independência, o que não é muito fácil e requer esforço da parte deles e da criança. Um fator essencial nesse momento é a segurança proporcionada pelos pais, uma vez que o período de adaptação pode ser prejudicado quando a criança não percebe esse apoio por parte da família.

Ao entrar na pré-escola a criança distancia-se da convivência familiar para ser inserida em um ambiente novo, até então desconhecido, onde precisará conviver com novas pessoas e criar novos vínculos afetivos. Muitas vezes não compreendem o motivo de ir para escola e apresentam medo quanto aos pais não voltarem para buscá-la.

A fase de adaptação varia muito de acordo com o temperamento e a idade da criança. É importante que cada uma seja respeitada quanto a essa fase, como é o caso de crianças menores de três anos que podem necessitar de um tempo maior em relação às outras.

Segue abaixo algumas “dicas” a fim de facilitar o período de adaptação:
• Procure não matricular a criança depois que o ano letivo ou semestre tenha iniciado, sendo incluído no grupo desde o início ele terá maiores oportunidades de relacionamentos.
• Caso for opção da criança, deixe-a levar algum objeto de casa que goste. É uma forma de manter o vínculo com o ambiente familiar.
• Evite perguntá-la se deseja ir à escola, ela ainda não é capaz de decidir sozinha.
• Evite também matriculá-la pela primeira vez em momentos que a família esteja passando por momentos como perda ou ganho de novos membros na família, ou seja, morte ou nascimento de irmão.

Por Patrícia Lopes
Equipe Brasil Escola

Comportamento - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola