Topo
pesquisar

2010: O Ano Internacional da Biodiversidade

Estratégias de Ensino

PUBLICIDADE


Imagem-símbolo do Ano Internacional da Biodiversidade

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) declarou 2010 como sendo o Ano Internacional da Biodiversidade. O lançamento oficial desta iniciativa ocorreu em 22 de janeiro de 2010, na sede da UNESCO em Paris.

Esta entidade reconhece que esforços não devem ser feitos somente visando proteger espécies isoladas, ou unicamente focar na redução de emissões de carbono. Assim, a proteção de suprimentos de alimentos e água potável, até mesmo a prevenção do avanço de doenças e a redução das mudanças climáticas, são seus temas-chave. Expressar a importância da biodiversidade para o bem-estar das populações, refletir sobre as conquistas alcançadas até agora para preservar a biodiversidade, e o comprometimento de dobrar os esforços para reduzir o índice de perda da biodiversidade; são outros pontos. Analisando um pouco mais profundamente, todos estes aspectos, e muitos outros, têm a biodiversidade como raiz. Desta forma, trata-se de uma ação mais integrada, mais sistêmica.

Pesquisadores, ONGs, empresas e governos, além de cidadãos comuns, não nos esquecendo das populações tradicionais e comunidades ribeirinhas, são convidados a fazerem a sua parte.

Se tratando de Brasil, país com expressiva biodiversidade, o compromisso principal diz respeito à proteção das Unidades de Conservação, garantindo a proteção de áreas remanescentes. Ele se enquadra como uma das lideranças nestas ações, e poderá ser considerado um país-modelo no que se diz respeito à biodiversidade, ao abrir suas portas para a Copa do Mundo, em 2014.

Para que esta ideia ousada possa ser concretizada, muitos esforços devem ser aplicados. Os professores, por exemplo, têm um compromisso muito significativo quanto a isso. Pensando neste fato, e na dificuldade que muitos profissionais da educação possuem em abordar a biodiversidade de forma sistêmica, o WWF-Brasil, Conservação Internacional e Supereco, criaram um guia de apoio aos educadores do Brasil, denominado “Investigando a Biodiversidade”. Neste, são encontradas atividades e também conteúdos que contemplam a necessidade do educador que trabalha com crianças e adolescentes de faixa etária entre 11 a 14 anos. Entretanto, muito do material pode ser adaptado a outras idades e demandas.

Para dar início a esta temática, o professor pode iniciar sua aula fazendo um levantamento sobre o que os alunos entendem por biodiversidade, para depois mostrar quão abrangente é este conceito, pontuando a importância da manutenção e respeito à biodiversidade. Propor ações coletivas na escola, como o correto direcionamento de resíduos sólidos, podem ser estratégias para que os estudantes se sintam integrados ao processo.

Clique aqui para o download!

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

Biologia - Estratégias de EnsinoEducadorBrasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola