Topo
pesquisar

A música e o universo infantil

Estratégias de Ensino

PUBLICIDADE


A criança se expressa melhor e se interage com os colegas através da música.

O professor deve utilizar cada vez mais aulas prazerosas na construção e manutenção da aprendizagem para que haja um ambiente tranqüilo de convívio e não somente de cobranças.

As crianças, principalmente, são motivadas pelo lúdico, pois enquanto brincam, realizam o processo ensino/aprendizagem.

A fascinação que a música exerce sobre a criança é visível, basta tocar um CD infantil. A música desperta na criança a alegria, a vontade de cantar, de dançar, de pronunciar a letra e, ao fazer isso, alarga a capacidade corporal, a percepção do espaço que a cerca, o qual ao mesmo tempo delimita ou expande os movimentos e a percepção de si mesmo e do colega.

A música pode ser usada na hora da chegada para dar boas-vindas, na hora do lanchinho para estimular a alimentação, na hora da saída para criar um clima mais feliz de despedida. Além disso, a música estabelece rotinas na vida do aluno e percepções a respeito de cumprimento de horários.

A musicalidade como recurso pedagógico é muito importante para os infantes, pois é uma finalizadora do processo de ensino/aprendizagem. O educador pode tocar a música sobre determinado conteúdo antes mesmo de introduzi-lo. Dessa forma, o aluno será instigado desde o começo a querer aprender. A música pode continuar tocando bem baixinho conforme o professor for ensinando.

A criança não terá bloqueios na aprendizagem, pois seus ouvidos já estarão habituados àquele assunto e para ela já será fácil fazer a atividade proposta, pois em seu pensamento já sabe o que é e como fazer de tanto ouvir falar.

Portanto, a sala de aula que tem a música como recurso pedagógico é um ambiente mais propenso à tranqüilidade, ao entendimento e à interação social.

Por Sabrina Vilarinho
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Português - Estratégias de Esnino - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola