Topo
pesquisar

A tecnologia 3D e o ensino de geometria

Estratégias de Ensino

PUBLICIDADE

Estamos vivenciando um momento de revolução na tecnologia. A cada dia surgem novidades tecnológicas que surpreendem a todos. Computadores, celulares, máquinas fotográficas, filmadoras, TVs, ficam obsoletos num prazo não superior a um ano. Quem muito acompanha esses avanços são as crianças, adolescentes e jovens. Ligados em jogos, filmes e em celulares de última geração, essa é uma área que desperta extremo interesse e fascinação nesse público. Diante da facilidade de comunicação, esses assuntos são discutidos em sites de relacionamentos, fóruns, roda de amigos, onde cada um quer ter o que há de mais recente e saber das novidades que estão por vir. A indústria de jogos vem faturando bilhões de dólares a cada ano, sempre com um lançamento que promete mais interatividade e diversão.

Nessa onda tecnológica o cinema também não poderia ficar atrás. Nos cinemas de todo o mundo a novidade agora são os filmes em três dimensões. A atratividade desse tipo de filme é bem maior que dos convencionais, uma vez que o espectador sente-se participando das cenas, com a sensação de poder tocar no que está vendo. Essa tecnologia está virando uma tendência mundial, podendo ser levada para casa com o lançamento de TVs de alta definição com imagem 3D. A indústria de jogos já promete o lançamento de games 3D em um curto espaço de tempo. A diversão é garantida.

Mas qual a relação entre tudo isso e o ensino de matemática? O desafio para qualquer professor de matemática é tornar suas aulas mais atrativas e o ensino da matemática mais significativo. Sempre procuramos alguma situação prática, cotidiana, na qual caiba o conteúdo trabalhado em sala, mostrando ao aluno a importância do conhecimento matemático e que com ele é possível mudar sua realidade. Pensando assim, podemos falar sobre a tecnologia 3D numa aula de geometria espacial. Estaremos trazendo para dentro de sala um assunto que faz parte da vivência do aluno, e melhor, algo que o interessa e muito. Podem ser feitas comparações entre as películas convencionais e as em três dimensões; questionar o que significa e por que esses novos filmes são chamados de 3D; quais são essas dimensões; e os filmes que não são 3D, possuem quantas dimensões?

Perceba que é uma forma de trazer a atenção dos alunos para o assunto trabalhado, fazendo uso de algo vivenciado por eles, promovendo discussões sobre o tema abordado. O professor pode utilizar o exemplo dos filmes 3D e fazer alguns questionamentos sobre o que os alunos pensam a respeito, se já assistiram algum filme nesse formato e, então, introduzir os conceitos de comprimento, largura, altura ou profundidade presentes nas formas geométricas espaciais. Uma boa sugestão é marcar uma seção de cinema para que os alunos que ainda não tiveram a oportunidade de assistir a um filme 3D possam ter contato com essa tecnologia e ao final, realizar um pequeno relatório sobre a sua experiência e se conseguiram perceber as três dimensões que foram estudadas em sala. É interessante falar que a tecnologia 3D também apresenta aplicações na medicina, engenharia, arquitetura e outras áreas do conhecimento. A ideia da atividade é mostrar que a matemática está presente na vida de todos, desde os mais simples atos até à criação e uso das mais modernas tecnologias.

Por Marcelo Rigonatto
Especialista em Estatística e Modelagem Matemática
Equipe Brasil Escola

Matemática - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola