Topo
pesquisar

Aula sobre as mudanças da paisagem

Estratégias de Ensino

A aula sobre as mudanças da paisagem poderá fazer com que o aluno compreenda, empiricamente, a sua dinâmica.
PUBLICIDADE

O presente texto é uma sugestão para que o professor de Geografia realize com os seus alunos uma aula sobre as mudanças da paisagem. O principal objetivo é, através da realização de duas aulas-campo, o estabelecimento da compreensão sobre como o espaço geográfico encontra-se em constante transformação.

As duas aulas de campo a serem realizadas para a operacionalização do tema devem ser aplicadas, respectivamente, no início e no final do ano letivo. A ideia é muito simples: comparar a paisagem de um mesmo local em tempos distintos a fim de perceber quais foram as transformações ocorridas entre uma visita e outra.

Na primeira aula, o educador deverá levar os seus alunos para um local previamente escolhido. Poderá ser uma rua ou um espaço qualquer que pode ser, até mesmo, próximo à escola. Sugerimos que o professor escolha um local que provavelmente mudará sua aparência, com a execução de obras e outras formas de intervenção em andamento.

Durante a visita, peça para que os alunos registrem algumas fotos, procurando descrever em seus cadernos os cheiros, os sons, o clima e todo o ambiente, uma vez que o conceito de paisagem não envolve somente aquilo que podemos ver, englobando também os demais sentidos. Ao final, os alunos poderão descrever – verbalmente ou por escrito – as suas impressões sobre o local visitado.

Meses depois, já no final do calendário letivo, o professor deverá lembrar aos seus alunos sobre a primeira visita realizada. Assim, a turma poderá ir novamente ao mesmo local, realizando os mesmos procedimentos de registros fotográficos e descrições verbais e escritas do ambiente.

Para finalizar, cada aluno deverá fazer em casa um trabalho comparando a região na primeira e na segunda visita, utilizando as fotografias e os diferentes relatos e descrições. Com isso, abre-se a possibilidade para que o aluno compreenda, por meio da vivência, como o espaço geográfico não é estático, mas sim dinâmico, produto das atividades humanas e das relações dessas com a natureza.


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia
 

A visão não é a única forma de se conceber as paisagens
Estratégias de Ensino Multissensorialidade da paisagem
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola