Topo
pesquisar

Crescimento demográfico em sala de aula

Estratégias de Ensino

Abordar as informações a respeito do crescimento demográfico em sala de aula é uma oportunidade de contextualizar os dados populacionais ao nível de desenvolvimento dos países.
PUBLICIDADE

Trabalhar o crescimento demográfico é um momento importante para refletir acerca não só da dinâmica populacional, mas da relação entre o aumento do número de habitantes e o nível de desenvolvimento de um dado território. O presente texto é uma proposta de utilização de três aulas para abordar o tema em tela, que pode ser aplicado tanto para estudantes de ensino fundamental quanto para o ensino médio, cabendo ao professor utilizar as formas de linguagem mais apropriadas.

Primeira aula: em um primeiro momento, é necessário introduzir as questões referentes à população e seu crescimento. Assim, a nossa proposta é o emprego de uma aula expositiva, em que o professor explique e exemplifique alguns conceitos básicos, a saber: taxa de natalidade, taxa de mortalidade, fecundidade, crescimento vegetativo e saldo migratório.

Esses dados são importantes, pois é a partir deles que podemos entender como funciona o crescimento demográfico. Como material de apoio, o professor pode basear-se nos textos disponíveis no portal Brasil Escola, na seção de Demografia, ou em livros didáticos.

Segunda aula: dificilmente os alunos captarão a totalidade dos conceitos acima elencados. Assim, a segunda aula terá como objetivo esclarecer dúvidas e aplicar atividades, que incluem o cálculo sobre o crescimento vegetativo e demográfico de vários países, com dados reais ou baseados em suposições.

Terceira aula: para fechar, o professor demonstrará a relação entre o nível de desenvolvimento de um país e o seu crescimento econômico. Para isso, algumas importantes questões precisam ser devidamente explicitadas.

a) sociedades predominantemente rurais tendem a apresentar taxas de natalidade muito elevadas.

b) países subdesenvolvidos costumam ter mais nascimentos do que os desenvolvidos.

Assim, o crescimento demográfico de países desenvolvidos costuma ser controlado pelas altas taxas de mortalidade. No entanto, quando o número de falecimentos costuma diminuir, então se registra a ocorrência de uma explosão demográfica. Esse fator é preponderante nos países da África e em alguns locais da América Latina e Ásia. O mesmo fenômeno ocorreu na Europa em tempos anteriores e, durante o século XX, em países emergentes, a exemplo do Brasil.

Para demonstrar, o professor pode recorrer a dados estatísticos. Sugerimos as informações a seguir retiradas do site do IBGE países.


Lista dos dez países que mais crescem em proporção ao número de habitantes

O que podemos perceber é que os dez países que mais aumentam proporcionalmente suas populações no mundo encontram-se na África e na Ásia. Isso ocorre porque suas taxas de natalidade são muito elevadas e mantêm-se estáveis, enquanto a mortalidade diminui gradativamente, o que ajuda a explicar os elevados índices de crescimento demográfico.

Para finalizar, o professor também pode comparar esses dados com países desenvolvidos, principalmente na Europa. Nesses, o problema é justamente o contrário, pois as taxas de mortalidade, mesmo muito baixas, são maiores que a natalidade, o que faz com que o número de pessoas seja menor. Essa questão só não é ainda mais grave em razão dos elevados saldos migratórios (número de migrantes menos o número de imigrantes) nesses países.


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola