Topo
pesquisar

Criação de maquetes sobre meiose e mitose

Estratégias de Ensino

A criação de maquetes sobre meiose e mitose pode ser uma excelente alternativa para ilustrar esses processos na falta de um laboratório de ciências com microscópio e lâminas.
PUBLICIDADE

Alguns assuntos em Biologia são de difícil visualização, como os fenômenos que ocorrem a nível celular. Nesse caso, diversas alternativas podem ser utilizadas para deixar as aulas mais atraentes, como a visualização de lâminas permanentes, o uso de animações e figuras e a criação de modelos para exemplificar processos.

Para explicar a divisão celular por meiose e mitose, podem ser criadas maquetes que ajudam na visualização das diferentes etapas. Esse recurso é uma bela alternativa para escolas que não contam com recursos como um laboratório de ciências bem equipado.

Diferentes tipos de maquetes para explicar meiose e mitose

A meiose e a mitose podem ser explicadas por meio de maquetes de biscuit ou maquetes interativas feitas com papel.

- Maquete de biscuit

Para a maquete de biscuit, você precisará de:

  • Massa de biscuit

  • Tinta para colorir

  • Pincéis

  • Pedaço de madeira

  • Cola quente

  • Peça que facilite o corte da massa no formato arredondado para fazer uma célula. Um copo, por exemplo.

Após separar o material necessário para a montagem da maquete, core a massa da cor de sua preferência para fazer células e cromossomos. Em seguida, abra a massa e faça cortes redondos a fim de montar as células. Utilizando figuras presentes nos livros didáticos e na internet, faça vários modelos de cromossomos de cores diferentes da cor utilizada para fazer a célula. Feito isso, basta montar os cromossomos na célula, como observado nas figuras que estão sendo utilizadas como guia. Os detalhes do processo podem ser desenhados no próprio biscuit. Por fim, cole as células em um pedaço de madeira com cola quente.

- Maquete interativa

Pode ser realizada ainda uma maquete interativa. Para isso, é necessário apenas papel de cores variadas, caneta e tesoura. No caso da maquete interativa, o professor montará os processos de acordo com sua explicação, não ficando um modelo fixo como na maquete de biscuit. Nesses casos, os desenhos são feitos e as peças são recortadas e manuseadas à medida que a explicação acontece.

Vale destacar que cada modelo pode ser adaptado para a realidade da escola. O biscuit, por exemplo, pode ser substituído por massa de modelar sem causar nenhum prejuízo à finalidade da aula, que é ilustrar os processos. No final da atividade, espera-se que os alunos tenham mais interesse pela matéria e sejam capazes de visualizar melhor as diferentes etapas da divisão celular.

Boa aula!


Por Ma. Vanessa dos Santos

Os vírus apresentam diversas diferenças morfológicas.  Observe acima o vírus da Hepatite B
Estratégias de Ensino Confecção de modelos de vírus
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola