Topo
pesquisar

Dinâmica para abordar o tema da gravidez na adolescência

Estratégias de Ensino

Ao realizar uma dinâmica para abordar o tema da gravidez na adolescência, os alunos sentem-se mais descontraídos para tratar dessa questão.
PUBLICIDADE

Nem sempre é fácil trabalhar com a educação sexual em sala de aula. Dependendo da idade dos alunos, muitos tabus ainda existem e muitos conceitos errôneos estão estabelecidos em razão da falta de diálogo sobre o assunto. Sendo assim, é necessário criar metodologias que facilitem o ensino desses temas e permitam maior interação por parte do aluno.

Na educação sexual, um ponto merece bastante atenção: a proteção contra a gravidez indesejada na adolescência. Em face da relevância do assunto, descreveremos aqui uma metodologia simples que pode ser aplicada com alunos de qualquer idade.

Para a realização dessa dinâmica, o professor precisará de:

- Balão;

- Aparelho de som;

- Papel;

- Caneta.

Essa dinâmica baseia-se na velha e tradicional brincadeira da batata quente. Inicialmente o professor organizará a sala em círculo e encherá o balão. A brincadeira começará quando o professor colocar a música. Os alunos deverão então passar o balão de mão em mão até que a música seja interrompida. A pessoa que estiver com o balão no momento em que a música parar deverá responder à seguinte pergunta: Qual método contraceptivo você usaria para evitar uma gravidez indesejada?

O professor deverá então analisar a resposta e ver se o método proposto realmente impede uma gestação. Se sim, a brincadeira continua. Caso a resposta não seja satisfatória, o balão passará a ser usado como uma “barriga de grávida” por essa pessoa, que também deverá responder a perguntas feitas pelos alunos a respeito de como sua vida será afetada pela gravidez. Nesse momento, o professor poderá escolher cerca de três alunos para fazer as perguntas.

A brincadeira continua com um novo balão até que a grande maioria tenha participado ou todos os métodos já tenham sido lembrados. É importante que o professor anote todos os métodos já ditos pelos alunos. Aqueles que colocaram o balão sob suas roupas, simulando uma gravidez, deverão ficar dessa maneira até o fim da dinâmica.

Ao final da brincadeira, o professor deverá fazer um apanhado geral a respeito do que foi ouvido. É importante levar dados sobre a eficácia de cada método e quais garantem proteção contra as doenças sexualmente transmissíveis. Também é fundamental que o professor oriente os alunos a respeito de seus comportamentos de risco e a necessidade de que os parceiros se sintam bem com o uso de um determinado tipo de prevenção.

Ao trabalhar temas relacionados com a sexualidade, o professor deve dar total liberdade para que o aluno se expresse. É importante também que o professor seja livre de preconceitos e com a mente aberta para responder a qualquer pergunta feita pelos alunos.

O diálogo entre professor e aluno sobre sexualidade pode evitar, muitas vezes, que crianças e adolescentes passem por situações delicadas. Apesar de muitos professores não gostarem de abordar esse tema, ele é essencial para a formação dos alunos, que, na maioria das vezes, não possuem essas informações em casa.

Boa aula!


Por Ma. Vanessa dos Santos

O professor deve propiciar um ambiente em que o aluno esteja à vontade para expor suas dúvidas
Estratégias de Ensino O professor e a educação sexual
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola