Topo
pesquisar

Enchentes e doenças

Estratégias de Ensino

PUBLICIDADE

A água – fonte de vida pode também trazer consigo uma gama de doenças


Enchentes conferem condições propícias para aparecimento de doenças e surtos epidêmicos, uma vez que a água carrega consigo alguns patógenos e pode propiciar ambiente ideal para o aparecimento de vetores, tais como os mosquitos causadores da dengue.

As águas das enchentes transbordam rios e carregam consigo lama, lixo e esgoto – inclusive para dentro das casas e, desta forma, doenças como leptospirose, cólera, diarréias causadas por Escherichia coli, Shigella e Salmonella, febre tifóide e hepatites geralmente ganham forças em condições como estas. Algumas são pela ingestão de alimentos e água contaminada e outras pelo contato com esta.

Desta forma, medidas como informar a população local dos riscos em potencial e orientá-las para minimizá-los, além de fornecer água tratada e alimentos com condições de consumo são medidas que devem ser levadas em consideração.

Esta temática pode ser trabalhada em sala propondo apresentações em grupo e/ou confecção de cartilhas educativas e informativas.

Assim, veja abaixo uma relação com doenças que tais situações podem propiciar, com algumas de suas principais características:

Cólera


Pode ser transmitida pela água e alimentos contaminados, causando diarréia em razão das toxinas que a bactéria Vibrio cholerae libera.

Dengue


Pode estar presente em casos de inundação por propiciar ambientes próprios para desova da fêmea - água parada. Causa febre alta, dores nos músculos, articulações e cabeça, além de manchas vermelhas no corpo e inchaço.

Febre tifóide


Doença causada pela bactéria Salmonella typhi, que transmite a doença via ingestão de água e alimentos contaminados e contato com pessoas doentes.

Estas têm como sintomas: febre, dor de cabeça, cansaço, sono agitado, náusea, vômito, sangramentos nasais, diarréia, podendo sofrer hemorragia intestinal, caso não sejam tratadas.

As grandes enchentes podem contaminar poços e sistemas de abastecimento de alimentos, podendo causar a proliferação da bactéria.

Hepatite A e E

Estas doenças virais causam inflamação no fígado, apresentam sintomas como febre, náuseas, fraqueza, falta de apetite, coloração amarelada na pele e olhos (icterícia), urina e fezes esbranquiçadas, mas podem se apresentar de forma assintomática.

A transmissão se dá por ingestão de água e alimentos contaminados ou de uma pessoa para outra. Há vacinas para a hepatite A e a hepatite E está mais associada a inundações.

Leptospirose

A urina dos ratos, misturada à água das chuvas, pode transmitir a leptospirose em pessoas que entram em contato com esta via pele e/ou mucosas, o contato é facilitado quando o indivíduo apresenta arranhões ou feridas.

A bactéria Leptospira interrogans causa dor de cabeça, febre e, em alguns casos, icterícia. Pode atingir os rins, o fígado e o baço, podendo causar a morte.

Tétano


As enchentes podem propiciar uma maior exposição das pessoas a ferimentos e, consequentemente, à maior probabilidade de contaminação destes pela bactéria Clostridium tetani, liberando toxinas que causam os espasmos musculares típicos do tétano.


Conclusão:

Assim, percebe-se que cuidados com a água e alimento ingeridos são essenciais para se evitar a maioria destas doenças. Não ingerir alimentos que ficaram submersos, mesmo os embalados; evitar contato com a lama e evitar tomar água que não se tenha conhecimento sobre sua procedência ou não tenha sido tratada com hipoclorito de sódio são as medidas principais.

Por Mariana Araguaia
Equipe Brasil Escola

Biologia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola