Topo
pesquisar

Gravando um CD

Estratégias de Ensino

PUBLICIDADE


Projetos escolares devem valorizar o trabalho com a MPB na sala de aula

Trabalhar com músicas da MPB em sala de aula é sempre uma forma de mostrar para os alunos que existem outros meios de se trocar informações, além dos conteúdos abordados nos livros didáticos.

As músicas populares servem para ampliar o repertório de jovens e crianças, acrescentar-lhes um vocabulário mais amplo, estimular a reflexão dos assuntos e criar um lado crítico sobre determinados temas.

Para isso, é importante que os professores selecionem músicas que estejam próximas do contexto dos alunos ou dos conteúdos abordados nas várias disciplinas.

Para as crianças pequenas, há uma enorme variedade de músicas como as da Arca de Noé, de Vinícius de Moraes; os Saltimbancos, adaptadas por Chico Buarque. Para os adolescentes o melhor são rap, samba ou os clássicos populares, como Tom Jobim, Elis Regina, João Gilberto, Caetano Veloso, Dorival Caymmi, dentre outros.

Na primeira etapa do projeto, é importante que os alunos tenham contato com as músicas e que façam uma seleção de cinco delas, onde estudarão a fundo a sua poesia, sua letra.

As discussões acerca das mesmas devem fazer parte da rotina da sala de aula, além das cópias das letras, para que aprendam as mesmas.

Os pais devem ser informados do projeto e a escola deve passar um bilhete para que os alunos escolham cinco músicas de sua preferência, desde que façam parte da MPB. Dessas, será feita uma seleção das três ou cinco mais votadas, para ampliar os estudos da turma.

Bem diz o ditado que quem canta seus males espanta, com o desenvolvimento do projeto, os alunos tornam-se engajados, envolvidos e participativos. Fazem as pesquisas propostas, levam materiais para a sala de aula, tornando o ambiente favorável para o aprendizado.

Após o estudo das letras selecionadas, é necessário muito ensaio e, se possível, contar com a ajuda dos profissionais de música que atuam na escola, a fim de ensaiar os alunos para a notável produção.

Os alunos poderão ilustrar as canções, formando um livro encarte, decorado, para acompanhar o CD, inclusive com a capa para o mesmo.

Quando a turma estiver muito bem ensaiada, poderão se dirigir para uma gravadora de CD, ou gravá-lo na própria escola, desde que a mesma disponha de aparelhagens apropriadas.

A avaliação poderá ser feita tanto de forma individual como em grupo. No aspecto individual o professor avaliará a participação e envolvimento do aluno com o projeto, a afinação do mesmo, a escrita das letras das músicas e ilustração das mesmas, capacidade de memorização, a participação da família, etc. No aspecto geral, o envolvimento do grupo bem como o conhecimento musical antes e depois do projeto vivido.

Agora é só comprar as capas dos CDs e arrumar o livro encarte, ilustrado pelas crianças e com as letras das músicas escritas pelas mesmas, além do CD, cantado pelos alunos. Será um sucesso!

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
Origami na Sala de Aula
A arte em papel que possibilita um trabalho interdisciplinar em toda a escola

Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola