Topo
pesquisar

Importância dos ambientes marinhos

Estratégias de Ensino

Os ambientes marinhos têm uma biodiversidade riquíssima, além de serem extremamente importantes para a sustentabilidade da Terra.
PUBLICIDADE

Embora os oceanos cubram aproximadamente 70% de toda a superfície terrestre, a humanidade ainda não despertou sobre qual a importância dos ambientes marinhos e porque eles devem ser preservados. Os ecossistemas marinhos são regiões que sofrem a influência da água do mar, e por serem maiores e mais antigos do que os ecossistemas terrestres, eles possuem quase que o dobro de filos animais, sendo um local com uma biodiversidade riquíssima.

A sobrevivência da humanidade na Terra está diretamente ligada às condições de nossos oceanos e suas correntes de água, pois além de produzirem a metade do oxigênio disponível, eles ainda regulam as condições climáticas, absorvem grande quantidade de gás carbônico e fornecem alimentos a milhões de pessoas.

É importante lembrar que não só a poluição e contaminação dos ambientes marinhos agem negativamente sobre esses ecossistemas, mas também a pesca predatória, o turismo desordenado, a educação ambiental ausente ou insuficiente, a falta de planejamento adequado quanto à construção de casas, pousadas, bares à beira mar e o desconhecimento da nossa biodiversidade.

Os ecossistemas marinhos são frutos de milhões de anos de evolução e não podem ser destruídos por motivo de ambição ou de desconhecimento. Dessa forma, acreditamos que quanto mais conhecermos a natureza e suas relações, mais poderemos respeitá-la, defendê-la e amá-la, e é com esse intuito de conscientizar nossas crianças que a conservação dos oceanos é vital para a sustentabilidade na Terra que o Centro de Visitantes do Parque dos Corais de Búzios abre suas portas com o Projeto Coral Vivo. Esse projeto possui três principais vertentes, geração de conhecimento, ensino e educação ambiental esensibilização e mobilização da sociedade. Patrocinado pela Petrobras, o projeto traz para a superfície a beleza e a importância do fundo do mar, e através da orientação de biólogos marinhos, projeções de vídeos em alta definição e telas interativas, os alunos aprendem com mais facilidade temas como teia alimentar, oceanografia, conservação ambiental, entre outros.

As visitas ao Projeto Coral Vivo podem ser agendadas de segunda a sexta, nos turnos da manhã, até às 12h; tarde, até às 17h; e noite, até às 21h30, através do telefone (22) 2623-0224. Alunos de escolas públicas têm entrada livre, e alunos de escolas particulares pagam meia-entrada (R$ 5,00), sendo que a renda arrecadada é revertida para as ações de educação e pesquisa do Projeto Coral Vivo em Búzios. Educadores que tiverem interesse em levar seus alunos para conhecerem o projeto, poderão visitar o espaço antes, para que planejem melhor sua abordagem pedagógica, lembrando que o Projeto Coral Vivo atende apenas uma escola por dia.

O Projeto Coral Vivo é uma chance que os educadores da região de Búzios – RJ têm de aprofundar os conhecimentos de seus alunos e também de conscientizá-los para a conservação e uso sustentável dos ambientes recifais e das comunidades coralíneas brasileiras.

Os visitantes interagem nas telas interativas da exposição imersiva concebida pelo Projeto Coral Vivo. (Créditos: Agência Petrobras / Marcelo Vallin)
Os visitantes interagem nas telas interativas da exposição imersiva concebida pelo Projeto Coral Vivo. (Créditos: Agência Petrobras / Marcelo Vallin)

Projeção de vídeos feitos no fundo do mar de Búzios. (Créditos: Agência Petrobras / Marcelo Vallin)
Projeção de vídeos feitos no fundo do mar de Búzios. (Créditos: Agência Petrobras / Marcelo Vallin)

No Projeto Coral Vivo são apresentados os seres encontrados no mar de Búzios. (Créditos: Agência Petrobras / Marcelo Vallin)
No Projeto Coral Vivo são apresentados os seres encontrados no mar de Búzios. (Créditos: Agência Petrobras / Marcelo Vallin)

Vitrine de corais faz parte do mini-museu que integra a exposição do Centro de Visitantes do Parque dos Corais de Búzios. (Créditos: Agência Petrobras / Marcelo Vallin)
Vitrine de corais faz parte do mini-museu que integra a exposição do Centro de Visitantes do Parque dos Corais de Búzios. (Créditos: Agência Petrobras / Marcelo Vallin)

Os visitantes podem se divertir com jogos em telas interativas no Centro de Visitantes do Parque dos Corais de Búzios. (Créditos: Agência Petrobras / Marcelo Vallin)
Os visitantes podem se divertir com jogos em telas interativas no Centro de Visitantes do Parque dos Corais de Búzios. (Créditos: Agência Petrobras / Marcelo Vallin)


Por Paula Louredo
Graduada em Biologia

Distribuição dos biomas no Brasil
Estratégias de Ensino Biomas
O Brasil concentra em torno de 12% da água doce do mundo disponível em rios
Estratégias de Ensino Água
É preciso que os alunos tenham consciência do que é o efeito estufa
Estratégias de Ensino Atividade sobre efeito estufa
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola