Topo
pesquisar

Matemática e Avaliação Objetiva

Estratégias de Ensino

PUBLICIDADE


Avaliações de múltipla escolha


As metodologias atuais envolvendo a avaliação dos alunos no Ensino Fundamental II (6º ao 9º) e Ensino Médio estão de acordo com as propostas fornecidas pelos Parâmetros Curriculares, que objetiva as avaliações escritas e objetivas. Anteriormente, as avaliações de característica objetiva, pertenciam somente aos processos de seleção das Universidades, o que deixava alguns jovens com enorme dificuldade em resolver os modelos de provas referentes a esta modalidade.

Pensando na reformulação dos meios de avaliação, membros da política educacional reorganizaram algumas questões educacionais, dando ênfase à implantação da avaliação objetiva pelas instituições escolares. Uma prova objetiva constitui numa avaliação envolvendo perguntas e opções de resposta, na qual o aluno deve optar apenas por uma questão considerada correta.

As instituições educacionais possuem a total liberdade na utilização desse modelo de prova, bem como a utilização da pontuação na constituição da nota bimestral. A maioria promove simulados, que traduzem de forma singular as condições de um vestibular, que será a porta de entrada para uma Universidade. Os cursinhos preparatórios para vestibulares utilizam semanalmente esse modelo de avaliação, visando o maior número de aprovações. Os alunos são submetidos a situações que envolvem provas com o mesmo número de questões, nível de dificuldade idêntico e tempo de resolução exatamente igual. Tudo isso serve para analisar se o aluno está ou não realmente preparado para enfrentar uma situação de pressão.

É com essa visão, que a maioria das escolas de Ensino Fundamental II, está colocando bimestralmente em prática pequenos simulados envolvendo todas as disciplinas. Dessa forma, o aluno é inserido no Ensino Médio com certa experiência nesse modelo de avaliação. A utilização desse método de avaliação com múltiplas escolhas ainda no ensino fundamental favorece ao procedimento de adaptação, já que a falta de experiência na resolução de longas provas, envolvendo diversas disciplinas e variados níveis de dificuldade, são responsáveis por muitas reprovações em vestibulares, inclusive de estudantes bem preparados.

Na elaboração de um simulado para alunos do Ensino Fundamental II, procure trabalhar questões que envolvam leitura seguida de cálculos. Faça com que o aluno busque o conhecimento para chegar à resposta correta. Quanto ao ensino médio, busque relacionar questões de vestibulares anteriores. Esse modelo de exercícios valoriza o conhecimento do aluno. Sempre faça a correção do simulado em sala, assim, todos poderão verificar os erros e acertos.

Por Marcos Noé
Graduado em Matemática
Equipe Brasil Escola

Matemática - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola