Topo
pesquisar

Oficina de Pipa para o Dia dos Pais

Estratégias de Ensino

PUBLICIDADE


Momento de integração entre pais e filhos

Quando chegam as comemorações de dia dos pais, as escolas nunca sabem o que fazer.

Muito próxima do retorno das aulas, após as férias de julho, as crianças ainda estão em fase de readaptação e o tempo é curto para preparar apresentações feitas pelas próprias crianças.

Nada mais versátil e divertido do que aproveitar o momento para melhorar a integração entre pais e filhos, dentro da escola.

Uma oficina de construção de pipa é uma boa programação, mas deverá ter um responsável em mostrar, passo a passo, como é que se faz.

Os materiais utilizados são: papéis de seda de várias cores (duas folhas para cada pipa); duas varetas de bambu com 50 centímetros de comprimento e espessura de 3 milímetros; cola branca, tesoura e um rolo de linha número 10.

Existem vários modelos de pipas e os pais que souberem, poderão fazer o de sua preferência. O modelo proposto aqui é o da pipa mais simples.

Com uma das folhas do papel de seda, corte um quadrado que tenha a diagonal de 47 centímetros, para que seja colado um dos bastões na mesma diagonal.

Pegue o papel da outra cor para fazer as franjas da pipa, a fim de deixá-la mais bonita. Corte duas tiras de 8 centímetros de largura e repique-as fazendo as franjas, depois cole-as na parte de trás, onde ficará o rabo da pipa.

Amarre um pedaço de linha dez nas pontas da outra vareta, formando um arco com a mesma, para ser colado sobre o papel de seda. As varetas ficarão em formato de um pássaro (ou uma espada), sendo cruzadas. Uma fica esticada e a outra encurvada.

Depois de coladas no papel, deve-se amarrar a linha onde as varetas se cruzam, fazendo um furinho no papel para este propósito. Mas deve ser feito com muito cuidado para que a pipa não se rasgue. Essa linha não deve ser cortada, pois controlará a altura desejada para a pipa, na hora do voo.

Depois é só fazer a rabiola no tamanho desejado e deixar os pais se divertirem com o filho, tentando soltar as pipas.

Nesse momento, o professor poderá falar sobre o cerol, que o mesmo não deve ser usado porque põe em risco a vida das pessoas. Com certeza a festa será um sucesso!

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
Origami na Sala de Aula
A cultura milenar que leva ao trabalho interdisciplinar

Estratégia de Ensino - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola