Topo
pesquisar

Paródia - uma Ferramenta no Ensino de Física

Estratégias de Ensino

PUBLICIDADE

Professor: aquele que ensina uma arte, uma ciência ou uma língua – definição segundo o dicionário online. Transmitir conhecimento a um grupo ou a um indivíduo requer artifícios dos professores, para que o alvo (aluno) seja acertado. Então ser professor não se limita à definição dada; vai muito além do que ser aquele que ensina.

A aversão à física, matemática e química é grande entre os alunos de todos os níveis de ensino. Os professores dessas disciplinas estão sempre em busca de ferramentas de ensino para que todos, ou a maioria, não rejeitem a aula e o processo de ensino-aprendizagem seja concretizado.
A compreensão de física requer uma grande interpretação de fenômenos naturais associado a uma leitura matemática desses.

 Logo, o professor de física lida com duas das disciplinas que os alunos mais repugnam (física e matemática).


Ensinar é uma arte

Uma ferramenta que pode ser utilizada e que é garantia de sucesso tanto para o professor quanto para os alunos é parodiar trechos ou até mesmo um conteúdo por inteiro.
A paródia é uma imitação de músicas, filmes e composições literárias. Pode até ser que não sejamos especialistas em interpretar, cantar, basta um pouquinho de criatividade para que essa ferramenta seja colocada em prática.
Veja a seguir uma paródia da música Teorema de Carlão, da banda Pedra Letíci.

Teorema da Radioproteção

Ei você aí
Isso vai mudar sua vida
Então tente me ouvir
Eu melhorei pra valer
Com a radioproteção
Que eu vou passar pra você

São 50mSv por ano
Que eu posso receber
Esta é a dose de corpo inteiro
Então tente entender

E veja aquele moço
Aquele bem barango
Ele diz pobrema
Ele tem bigode
E não conhece o LAMA
Então veja você

Ele faz raios x sem proteção
Ele é um sem noção
Que vai sofrer com a radiação

Então use a distância
Não se esqueça da blindagem
Reduza o tempo de exposição

E olha o bem que você faz
Eu digo uma vez ou mais
Você precisa da proteção.

Essa paródia pode ser utilizada em uma aula de radioproteção (física aplicada à radiologia), assim, professor e alunos tocam e cantam; as palavras negritadas podem ser discutidas em sala com a participação de todos.
Inove a cada dia suas aulas sem perder o foco. Busque ferramentas, seja versátil e faça com que os alunos desejem suas próximas aulas.

Por Frederico Borges de Almeida
Graduado em Física
Equipe Brasil Escola

Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola