Topo
pesquisar

Uma aula sobre a Literatura Gótica

Estratégias de Ensino

Esta aula sobre a Literatura Gótica tem como objetivo explorar mais detidamente o tema, que provoca a curiosidade de crianças e adolescentes.
PUBLICIDADE

Professor, existe um capítulo nos livros de Literatura brasileira que infelizmente costuma ser pouco contemplado na sala de aula. Um capítulo curtinho, despretensioso, em que o fantástico e o sobrenatural invadem a prosa e a poesia e transformam a literatura em um verdadeiro circo dos horrores. Você já sabe do que estamos falando? Acertou quem apostou na Literatura Gótica.

Quem pensa que a literatura brasileira não tem representantes da arte gótica está muito enganado! Temos exemplos interessantes de escritores que, contagiados pelos elementos da tradição gótica, iniciada no século XIX na Inglaterra, escreveram livros que até hoje são referência no assunto. Se você já leu Noite na taverna, de Álvares de Azevedo, sabe bem do que estamos falando. Também são exemplos de Literatura Gótica os contos fantásticos de Edgar Allan Poe, principal responsável por difundir o estilo no mundo. Esse tipo de literatura muitas vezes é preterido por ser considerado menor e até mesmo indesejado, já que algumas vezes esteve relacionado ao satanismo.

Acontece que os alunos adoram o tema e são consumidores vorazes do gênero. Basta conversar durante cinco minutos com um grupinho de adolescentes que certamente eles te trarão notícias sobre o filme de terror do momento com relatos recheados de detalhes. Experimente levar um dos contos de Edgar Allan Poe para seus alunos e provavelmente você encontrará leitores cativos do escritor. Isso acontece porque os alunos, principalmente os adolescentes, apreciam essa aura soturna e misteriosa presente nos elementos da tradição gótica. Temas como vampirismo (vide o sucesso da saga Crepúsculo), amor, morte, mistério, sonho e degradação despertam a curiosidade dos alunos. Sendo assim, por que não uma aula sobre a Literatura Gótica? E que tal promover um Festival de Arte Gótica entre os alunos do Ensino Médio? Acompanhe um possível roteiro de atividades sobre a Literatura Gótica que poderá nortear seu trabalho:

A Literatura Gótica em sala de aula

O gênero gótico não está morto! Ele sempre retorna na tumba para povoar a imaginação dos leitores
O gênero gótico não está morto! Ele sempre retorna na tumba para povoar a imaginação dos leitores

Atividades sugeridas:

Após explicar para os alunos o conceito de Literatura Gótica e os principais elementos que permeiam essa arte, apresente contos e poemas do gênero. Sugerimos os seguintes: Gato preto, de Edgar Allan Poe, todos os poemas do livro Eu, de Augusto dos Anjos; Flor, telefone, moça, de Carlos Drummond de Andrade, e, se possível, sugira a leitura do livro Noite na taverna, do escritor ultrarromântico Álvares de Azevedo.

Para ser um festival, filmes que ilustrem o tema não devem faltar. Sugerimos: Entrevista com o vampiro, baseado no livro homônimo da escritora Anne Rice; Laranja mecânica, de Stanley Kubrick; Drácula de Bram Stoker, de Francis Ford Coppola; Dança dos vampiros, de Roman Polansky, e Quando eu era vivo, baseado no livro A arte de produzir efeito sem causa, de Lourenço Mutarelli.

Que tal um pouco de música? Sugerimos todas as canções produzidas pelos parceiros Raul Seixas e Paulo Coelho. Vale lembrar que existe uma grande identificação entre o rock e os elementos do universo gótico, e algumas bandas aproveitaram bastante a tendência, como os grupos Black Sabbath, Iron Maiden, The Cure e Joy Division. Se puder, selecione letras e canções para mostrar como a literatura gótica invadiu o universo musical.

Para apreciar a produção literária nacional, convide seus alunos a assistirem à leitura de alguns contos fantásticos de escritores brasileiros disponíveis aqui.

A intenção de nossa sugestão de aula sobre a Literatura Gótica é desmarginalizar esse tipo de produção literária, que infelizmente ainda é considerado uma espécie de subliteratura. Você poderá desenvolver a atividade com todos os alunos do Ensino Médio, o que promoverá a socialização entre as séries e também possibilitará um debate mais rico sobre o tema. Boa aula!


Por Luana Castro
Graduada em Letras

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola