Topo
pesquisar

Uso de simuladores no ensino de Física

Estratégias de Ensino

Uma forma de facilitar a compreensão dos conteúdos e tornar as aulas mais interessantes é utilizar simuladores no ensino de Física.
PUBLICIDADE

A Física é considerada por muitos alunos como uma matéria de difícil compreensão, por isso os estudantes logo perdem o interesse e desistem de estudá-la. Um dos motivos para esse desinteresse dos alunos é o fato de a escola manter-se alheia aos avanços tecnológicos que a sociedade tem passado nas últimas décadas. Mesmo com a evolução dos meios de comunicação e a popularização do computador e da internet, a maior parte dos professores continua a lecionar apenas com quadro e giz, como era há 50 anos.

Muitos professores adotam os experimentos para facilitar a visualização dos fenômenos físicos, o que é muito importante e eficiente, pois chama a atenção dos alunos e mostra que a Física é muito mais do que cálculos matemáticos. Outra boa pedida é utilizar a informática, pois ela também pode ser uma forma muito eficiente para facilitar a compreensão dos fenômenos pelos alunos, principalmente com os simuladores.

Os simuladores, como o próprio nome já diz, permitem que façamos simulações de situações experimentais. Um exemplo de site muito famoso que contém vários desses aplicativos é o PHET, da Universidade do Colorado, que apresenta materiais para Física, Matemática, Química e Biologia.

Vejamos então um exemplo de como utilizar os simuladores no ensino de Física:

  • Clique neste link do site em que há uma simulação sobre ímãs e eletroímãs;

  • Ao clicar sobre o simulador, ele será executado e abrirá uma página com uma bússola e um imã;

  • Clicando sobre o ímã, você poderá movê-lo para diferentes posições e observar como a bússola comporta-se para cada posição ocupada por ele;

  • À direita do simulador, é possível observar um quadro que permite mudar a intensidade do magnetismo do ímã e reverter a sua polaridade.

O uso de simuladores apresenta algumas vantagens, como interatividade e participação mais efetiva dos alunos, baixo custo, pouco tempo de duração e os alunos podem trabalhar um experimento com muitas variáveis. Além disso, esses softwares também podem ser usados nos cursos de Ensino a distância, que são cada vez mais procurados pelos estudantes.


Por Mariane Mendes
Graduada em Física

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola