Topo
pesquisar

Cativando Alunos para o Ano Seguinte

Gestão Educacional

PUBLICIDADE


Reformas e sala de aula bem montada – estrutura que atrai

Com a chegada do quarto bimestre do ano letivo, é importante que a direção da escola se organize no sentido de preparar os aspectos físicos da instituição para o ano seguinte, pois os prédios sempre precisam de reparos.

Pensando numa boa liderança em relação ao gestor escolar, pôr em prática o desejo de se ter uma escola apresentável, para conquistar novos alunos e manter os que ali já estão matriculados, é talvez o maior dever do mesmo. Mas o que fazer para que a evasão escolar não aconteça?

Primeiramente, cuidar da estrutura física da escola, afinal, esse aspecto é muito importante. Se a escola for pública, não é motivo para ser feia, desmazelada e mal cuidada. Pelo contrário, como elemento de motivação e atração, deve estar preparada para receber os alunos que querem ali estudar, apresentando-se limpa, pintada, com carteiras arrumadas, pátios enfeitados com trabalhos dos alunos – demonstração de satisfação de quem já está estudando ali, cartazes convidando outros alunos a estudarem naquela unidade, serviço de jardinagem feito, bebedouros limpos e arrumados, refeitório com instalações adequadas, parque com brinquedos inteiros, quadra poliesportiva devidamente pintada, enfim, tudo o que for de aparência física da escola deve estar de forma atrativa.

Além desses aspectos, a simpatia das pessoas que apresentam o espaço para a comunidade, mostrando que são bem-vindas ao local, que ali existe respeito e consideração pelos integrantes da comunidade escolar, mantendo um serviço de secretaria que seja eficiente, enfim, saber cativar as pessoas que querem fazer parte desse grupo e as que já o integram.

A qualidade do trabalho pedagógico também é de grande importância. Não se pode deixar de lado que um dos agentes motivadores dos estudantes é ver o retorno de sua luta através das novas aprendizagens, de boas notas, de se ter espaço para pesquisas e discussões que tornam os sujeitos diferentes – através de uma escola democrática.

Diferente da educação do passado, onde muitos eram barrados pelos exames de admissão, a escola de hoje não pode mais ser aquela que gera insegurança. Pelo contrário, deve convencer os alunos de que são capazes de crescer, de aprender e se qualificar para a vida.

Conseguindo estruturar a escola dessa forma, os alunos que ali estão só mudarão quando a mesma não tiver a série seguinte, ou para prestar vestibular.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Gestão Educacional - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola