Topo
pesquisar

Líder como empreendedor interno

Gestão Educacional

PUBLICIDADE

A Administração de conflitos versa exatamente na escolha e implementação das estratégias mais apropriadas para se lidar com cada tipo de situação. Lidar com o conflito consiste em trabalhar com grupos e tentar desfazer alguns estereótipos vigentes na organização. Ao dirigir situações de conflito torna-se fundamental transformar os vínculos entre as pessoas e as organizações em uma fonte geradora de mudanças, pois das articulações conflitivas, dos diferentes interesses das partes envolvidas é que nascem as oportunidades de crescimento mútuo.

O líder em situações de conflito, deve ser um elemento mediador, pois mobiliza as partes em conflito para um ajuste. Ajuda as partes envolvidas a discutir e resolver as situações de conflito. Age como um facilitador do processo, procura transformar as ações negativas em positivas, acolhe a diversidade de idéias, enaltece o respeito às características individuais, busca harmonizar os opostos. A boa liderança considera os interesses das partes envolvidas e ao mesmo tempo busca resultado favorável para ambas.

O líder procura sempre a acomodação de uma situação em conflito, ao apaziguar a situação, chegando a colocar as necessidades e interesses da outra parte acima dos seus. Uma boa administração de conflitos procura soluções, não culpados; analisa de maneira crítica e reflexiva a situação; sempre mantêm um clima de respeito; busca aperfeiçoar a habilidade de ouvir e falar; é construtivo ao fazer uma crítica;impede preconceitos; conserva a calma.

O líder competente, em situações de conflito, possui a arte de ser flexível, contemplando a capacidade de responder de forma mais consistente aos desafios e problemas , de reagir com confiabilidade diante de desafios e circunstâncias desfavoráveis, obtendo uma atitude otimista, positiva e persistente e mantendo uma atitude de equilíbrio eficaz durante e após contendas.

Através da atitude de colaboração, que é a arte da negociação, onde todos ganham, o líder revela um estilo de integração que conduz a resultados construtivos do tipo ganha/ganha. As características comportamentais do líder são de alta assertividade e de alta cooperação, pois as duas partes do conflito não ficam com qualquer sentimento de perda, ao contrário, entendem que ganharam. Portanto, a melhor solução que se vislumbra, para decidir conflitos, é adotar a atitude da colaboração, uma vez que se traduz em solução objetiva do problema.

Na liderança e tomada de decisão em situações de conflito, a palavra de ordem é antes de qualquer coisa, resolver o assunto. Nesse caso a confiança, compreensão e aceitação (não essencialmente a concordância), são ressaltadas. Líderes eficazes abordam conflitos de forma aberta e direta, impedindo comentários agressivos, comunicando-se de forma que permita aos envolvidos perceberem a real apreensão em observar a relevância do problema e sentirem que a situação de conflito será tratada com imparcialidade e respeito.

O bom líder agradece o conflito por fazê-lo ver melhor quem ele é, e aproveita o benefício que traz, que é a oportunidade de mudar para melhor. A única certeza estável é a certeza de que tudo vai mudar, e para melhor!

O líder competente pode ser chamado de “intrapeneur”, palavra que significa “empreendedor interno”, isto é, aquele que faz as coisas acontecerem dentro da organização em que trabalha. “Líder eficaz é aquele que consegue fazer com que as pessoas façam o que mais desejam fazer”.

Dwight D. Eisenhower
Fonte:Ernesto Berg - Manual do Chefe Em Apuros, e Negociações Inteligentes.

Amélia Hamze
Profª FEB/CETEC
FISO/ISEB-Barretos
ahamze@uol.com.br

Gestão Educacional - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola