Estudo dos Filhos, Dever de Casa dos Pais


Pais compromissados participam com interesse e carinho

Estudar é uma atividade diária, que requer dedicação e muito empenho. É utilizar-se dos recursos mentais para compreender, adquirir novas experiências, aprender. É frequentar a escola e examinar cuidadosamente as matérias trabalhadas na sala de aula, tentando levar tais conhecimentos para a vida diária.

Porém, muitos estudantes não conseguem crescer nos estudos, não atingem os objetivos propostos seja pela escola, pela família ou por ele próprio, vendo-se presos a condições que não favorecem o aprendizado.

A falta de motivação e a procrastinação são grandes fatores que prejudicam os estudos. Mas por que isso acontece?

Muitas vezes a família não participa do processo educativo dos filhos, lançando todas as responsabilidades para a escola.

Pelo contrário do que os pais, ocupadíssimos, imaginam, a independência não aparece por se fazer as coisas sozinho, mas por se conquistar segurança para poder caminhar com as próprias pernas. E segurança só se conquista através da participação do outro, do elogio que se recebe, da credibilidade confiada.

Temos visto crianças sozinhas para estudar, para fazer suas tarefas, para montar trabalhos. Não que os pais devam fazer para os filhos, mas devem compartilhar esses momentos, mostrando interesse, opinando, fazendo suas considerações sobre as mesmas, valorizando aquilo que seus filhos fazem.

Alguns pais cobram das escolas as notas baixas dos filhos, mas não participam da vida escolar dos mesmos, acreditando que todas as responsabilidades devem advir da instituição educativa. Muitos chegam a manifestar que pagam as mensalidades e que querem ver o retorno do dinheiro aplicado.

Mas o maior investimento é a presença, a participação, a contribuição, se inteirando da rotina escolar dos filhos. Isso é dever de casa dos pais, obrigação dos pais. Além disso, existem outros comprometimentos da família que devem aparecer, a fim de despertar o mérito intelectual dos estudantes, como:

- Criar um ambiente favorável ao aprendizado – é comum a criança estudar enquanto a família assiste televisão, o que tira a concentração do estudante;

- Orientar os filhos na hora das tarefas, participar, mas sem dar as respostas, sem fazer as mesmas para eles;

- Brigas e discussões constantes também atrapalham a concentração do aluno, deixando-o ansioso e inseguro;

- Problemas de saúde e a ingestão de medicamentos podem causar sonolência e apatia;

- A falta de uma biblioteca dentro de casa, a fim de possibilitar o incentivo à leitura, bem como de se fazer pesquisas escolares, também prejudica;

- Lançar elogios pelo cumprimento das tarefas, por mínimas que sejam, torna a criança ou o adolescente feliz, dando-lhe maior confiança;

- Participar de reuniões na escola e dispor de tempo para levar o filho até a sala de aula é uma forma de cumprimentar os professores e saber se está tudo bem;

- Ter interesse pelas coisas que o filho faz na escola, seja nas provas, apresentações de trabalhos, atividades esportivas ou artísticas;

- Evitar pressões com notas, o que pode atrapalhar ainda mais o estudante.

Com essas atitudes, com os pais cumprindo o seu dever de casa, suas responsabilidades diante dos estudos dos filhos, com certeza o processo educativo será alavancado por vitórias, que também aparecem através da amizade entre família e escola. É bom lembrar que o sucesso acontece através da segurança!

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
Operação Salva Boletim
O que fazer quando o estudante aparece com várias notas baixas

Orientação Escolar - Educador - Brasil Escola


Fonte: Brasil Escola - http://educador.brasilescola.uol.com.br/orientacao-escolar/estudo-dos-filhos-dever-casa-dos-pais.htm