Super-heróis na aula de Física

O mundo dos super-heróis e seus poderes pode ser uma ferramenta poderosa no ensino de Física. Discutindo as características dos personagens, uma gama de assuntos pode ser trabalhada.

O mundo dos super-heróis fascina e cativa alunos de todas as idades. Esse universo pode ser utilizado para entender e ampliar os conhecimentos de conceitos físicos.

O professor deve compreender que o cinema trabalha com a ciência dita ficcional, sem compromisso com a realidade, utilizada como insumo para a criação de um universo próprio. Por essa razão, não vale a pena procurar erros e minimizar os super-heróis, mas, sim, mostrar que, quando o assunto é a ciência real, aqueles poderes atuariam de modo diferente ou, muitas vezes, seria impossível que eles existissem.

A seguir temos comentários feitos acerca de alguns super-heróis e vilões do cinema. A ideia dessa aula é trazer a Física para o mundo dos alunos e mostrar a eles o quanto essa ciência é importante para todos.

Magneto

Descrição:

O Magneto é um vilão que, em certos momentos, atua como herói e possui a capacidade infinita de manipular o magnetismo e suas diversas formas.

Super-homem

Descrição:

Personagem criado pela DC Comics em 1938, o super-homem é um extraterrestre nativo do planeta Krypton. Conhecido como o homem de aço, o herói possui força sobre-humana, visão de raios x e pode voar. A única fraqueza desse famoso personagem é um minério chamado de Kryptonita, que só existe em seu planeta natal.

Flash

Descrição:

Personagem da DC COMICS, o nome real do Flash é Barry Allen, que, após ser atingido por um raio e, ao mesmo tempo, ter sido exposto a produtos químicos, adquiriu a capacidade de correr a velocidades altíssimas.

Capitão América

Descrição:

O Capitão América, personagem criado pela Marvel em 1941, é resultado de um experimento para criação de super-humanos feito sobre o franzino, mas corajoso, Steve Rogers, no ano de 1920.

Existe uma infinidade de heróis e vilões que merecem ser discutidos em sala de aula. Repare que, ao falar de um personagem, surgem diversos assuntos que podem ser explicados e explorados com os alunos.


Por Joab Silas
Graduado em Física


Fonte: Brasil Escola - http://educador.brasilescola.uol.com.br/estrategias-ensino/super-herois-na-aula-fisica.htm