Topo
pesquisar

Desempenho Escolar

Orientação Escolar

PUBLICIDADE


Especialistas apontam que aprender ultrapassa o aspecto de tirar notas nas provas.

Quando o término do primeiro semestre escolar se aproxima os pais ficam ansiosos para receber o boletim do seu filho, quando olham para o mesmo e se deparam com notas baixas alguns pais se sentem frustrados.

Independente se a escola é bimestral, trimestral ou semestral, especialistas dizem que as primeiras notas podem ser um indício para a escola, aluno e pais de como está acontecendo o aprendizado. Apesar de chamarem a atenção quanto a essas primeiras notas, por serem indicadores importantes, afirmam também que as notas não se limitam a um índice para aprovação ou reprovação do aluno, que essas não são absolutas, uma vez que aprender ultrapassa o aspecto de tirar notas nas provas.

Quanto à frustração dos pais, os especialistas explicam que é desejo de todo pai que seu filho seja um dos melhores. Por outro lado, para o filho é mais produtivo quando o pai é empático com ele para solucionar essa questão, visto que quase ninguém gosta de tirar notas baixas. Sendo assim, é uma situação que pode trazer sofrimento para a criança.

A essa altura você, pai, mãe pode estar perguntando como ajudar seu filho diante das notas baixas. De acordo com especialistas, primeiro é necessário enfrentar o problema. Ignorá-lo ou esperar que melhore de uma hora para outra não ajuda. Pode ser que a criança não esteja empenhando tanto; esteja com dificuldades em alguma matéria ou problemas de outra ordem. Por isso, muitos acreditam que inicialmente o diálogo seja o melhor investimento, já que é uma oportunidade para os pais conhecerem melhor o filho, e este se sentir cuidado.

Além disso, apontam também sobre a importância de discutir a questão com a escola, assim poderão refletir em uma maneira de auxiliar a criança.

Por Patrícia Lopes
Equipe Brasil Escolar

Orientação Escolar - Educador - Brasil Escolar

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola