Topo
pesquisar

Os vários sentidos da avaliação

Orientação Escolar

PUBLICIDADE


A palavra avaliação inibe grande parte das pessoas.

A palavra avaliação, que também recebe o nome de prova ou teste, provoca medo e expectativas diversas em alunos, pais e professores. O modelo de avaliar instituído no Brasil muitas vezes é muito mais punitivo do que desenvolvimentista.

Existem muitas modalidades avaliativas que servem unicamente para a verificação de aprendizagem que determinam a progressão ou retenção do aluno em uma determinada série. As avaliações praticadas promovem uma espécie de “fiscalização” do conhecimento aprendido. Diante disso é possível encontrar alunos que aprenderam 5,0 ou 8, 0, números que determinam a aprovação ou a retenção dos educandos.

A obtenção de resultados a partir de uma mostragem numérica corresponde aos níveis de aprendizagem que diversas vezes camufla a verdadeira realidade contida na essência do processo de conhecimento pleno.

O sistema avaliativo por meio de provas é punitivo, isso acontece quando, por exemplo, um aluno que tem um bom desenvolvimento durante o bimestre é comprometido em apenas um dia, na data da avaliação, tal processo não leva em conta que talvez o educando não esteja passando bem ou se encontre deprimido, esses problemas podem refletir diretamente no resultado da prova, ou seja, na nota.

Durante o ato da correção há muito equívoco, principalmente quando o educador considera uma questão incorreta sem se preocupar com o que levou o aluno a expor sua idéia daquela forma e a visão do mesmo sobre o tema.

O ideal é encontrar maneiras de avaliação que não reprimam as potencialidades e habilidades presentes em cada indivíduo.

Por Eduardo de Freitas
Equipe Brasil Escola

Orientação Escolar - Educador

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola