Topo
pesquisar

Palmada e Educação

Orientação Escolar

PUBLICIDADE


Com carinho os pais conseguem impor limites

Educar não é coisa fácil. Pelo contrário, depende de vários fatores que podem influenciar as atitudes dos pais em alguns momentos.

Quando as crianças recebem limites desde bem pequenos, vão aprendendo a conviver com pequenas frustrações do dia-a-dia, o que as tornará mais tranqüilas à medida que crescem.

E os limites são estabelecidos pelos pais. Se corrigem com palavras, o limite serão as palavras; se corrigem com gritos, o limite serão os gritos; se corrigem com castigos, o limite serão os castigos; se corrigem com tapas, o limite serão os tapas. E que Deus os livre de corrigir com surras, chineladas, cintadas e pancadas, pois estes poderão causar efeito contrário, ou seja, falta de limite, além de gerar medo, angústia e até depressão. Poderão chegar a conseqüências mais sérias ao chegar à adolescência, como: planos de fugir de casa, uso de álcool ou drogas, além dos famosos jogos que trazem perigos à vida.

Nada como uma boa conversa olho no olho para corrigir os filhos, mostrando e informando-os dos seus erros, exigindo que tenham determinadas atitudes, sem deixá-los perceber a sua fragilidade, caso não obedeçam. E se não obedecerem que não fique por isso mesmo, mas que sejam penalizados por isso com a perda de um brinquedo predileto ou um direito – assistir seu desenho favorito, sair com os amigos e até mesmo comer uma coisa gostosa.

Um tom de voz mais autoritário também é uma ótima alternativa para impor limites. Sem gritar, mas com uma voz firme e forte, pode fazer colocações e não deixar as coisas passarem do jeito que eles querem.

Os pais devem estar seguros de suas decisões e, mesmo não estando em comum acordo, não devem discutir sobre o assunto na frente dos filhos. Deixe esses pequenos impasses para resolverem depois, longe dos mesmos.

Cuidado para não descarregar seu estresse, bem como sua raiva nos filhos, pois estes não têm culpa dos seus problemas. Seja cauteloso, pois quando os filhos desobedecem é comum nos sentirmos frustrados e essas frustrações podem nos levar a atitudes impensadas, grosseiras, ríspidas e que agridam a moral.

Além disso, os filhos aprendem através dos exemplos e falta de respeito gera falta de respeito, logo, os gritos e tapas os levarão a tratarem as pessoas da mesma forma.

Nada melhor do que um abraço de aconchego, carinhoso, que demonstra amor, afetividade e que lhes assegura confiança. Essas sim são atitudes que os tornará respeitosos e obedientes.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
Xixi na Cama
Ajudando seu filho a superar essa dificuldade

Orientações para Pais - Orientação Escolar - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola