Topo
pesquisar

Dicas de como lidar com um portador de NEE

Orientações

PUBLICIDADE


Os educadores geralmente não sabem lidar com alunos de NEE.

Pessoas com problemas ou dificuldades de ordem física ou mental são conhecidas como portadores de NEE (Necessidades Educativas Especiais).

Segundo a LDB no Art.58. Entende-se por educação especial, para os efeitos desta lei, a modalidade de educação escolar, oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos portadores de necessidades especiais.

Uma das grandes dificuldades da educação é a respeito dessa clientela, pois inúmeras escolas não sabem lidar com esse tipo de aluno, tanto em caráter estrutural como em profissional.

A seguir algumas sugestões que podem ser aderidas e implantadas para contribuir com o trabalho com os alunos de NEE:

• Implantar como linha de pensamento a teoria construtivista que atribui as distinções de assimilação dos educados.

• Buscar estabelecer uma mudança social quanto ao conceito de que um NEE impede o desenvolvimento de aprendizagem do restante da turma e que precisam integrar por meio da experiência.

• Possuir um quadro de funcionários e educadores capacitados e preparados para enfrentar circunstâncias um tanto quanto inconvenientes como ajudar um aluno a ir ao banheiro.

• Inserir os alunos de NEE em turmas que corresponda a sua faixa etária com a finalidade de estabelecer uma idade social.

• Os conteúdos curriculares não devem ocupar o principal objetivo, pois o melhor é o conhecimento para vida.

• Criação de planos didáticos que considere as necessidades e realidades da classe e não seguir planos pré-definidos.

• Não criar expectativas de resultados dos alunos de NEE em curto espaço de tempo.

• Não excluir conteúdos didáticos dos NEE fazendo previsões precipitadas de que eles não irão conseguir desenvolver.


• Implantar métodos de avaliação levando em conta o critério particular do aluno, deixando para segundo plano os parâmetros curriculares dos sistemas de educação.

• No caso de NEE agressivo ou sem nenhuma reação é ideal que solicite junto à família ou o poder público o acompanhamento de um profissional, como um médico por exemplo.

• O principal instrumento na construção dos objetivos é a observação.

• Unir conceitos pedagógicos com a intuição.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Orientações - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola