Topo
pesquisar

Trabalhando com Moradia

Orientações

PUBLICIDADE

Um tema muito interessante para se trabalhar em sala de aula é sobre os tipos de casa em que vivemos. Embora pareça algo comum, pode ser explorado de várias formas, de acordo com a idade dos alunos.

O professor deve organizar seu projeto, com conteúdos a serem abordados, uma hipótese de trabalho, norteadora dos objetivos que se pretende atingir, as etapas previstas, a forma de avaliação que será utilizada, bibliografia, etc.

Segundo Marcos Bagno, “fazer um projeto é lançar idéias para frente, é prever as etapas do trabalho, é definir aonde se quer chegar com ele, assim saberemos como agir”.

É importante lembrar que para um projeto dar certo é preciso que o assunto do mesmo vá de encontro ao interesse dos alunos, onde o professor deve perceber estes nas discussões em sala de aula. Devemos definir detalhadamente os passos que serão dados, a fim de que o trabalho se torne mais abrangente e rico.

Num projeto sobre moradias é possível explorar os tipos de residência, se casa, prédio ou sobrado, enriquecendo a pesquisa, mostrando que existem outros tipos de casaa, como oca, iglu, casa de barro e palha, e ainda as palafitas.

Questionando os alunos, poderá propor que observem os diferentes tamanhos das mesmas, quantos cômodos possuem, se tem quintal, varanda ou sacada, fazendo uma comparação com a casa de cada aluno.

Propor que cada um faça uma maquete ou desenho de sua casa, também será uma atividade interessante onde poderão fazer uma descrição escrita das mesmas. Se menores, essa descrição deverá ser oral, a fim de levar o aluno a refletir sobre o local em que mora, percebendo os detalhes do mesmo, bem como as diferenças existentes de uma para outra.


Maquete – atividade lúdica que leva à reflexão

Pode-se fazer um trabalho paralelo com a música “A Casa”, de Vinícius de Moraes, fazer com que as crianças atinjam um momento de maior reflexão, sobre as pessoas que não possuem casa e que moram em condições sub-humanas, nas ruas, debaixo de pontes e marquises de prédios.

Já os alunos maiores poderão analisar os classificados de um jornal lendo os mesmos e identificando a diferença entre morar de aluguel ou em casa própria, o real significado disso para nossas vidas, que garantias têm aqueles que moram em casas alugadas, levando-os a perceber a fundamental importância de se construir um patrimônio.

Uma boa forma do professor colher dados sobre a vida de seus alunos é trabalhar com esse rico conteúdo, pois durante a execução do projeto poderá explorar a constituição de cada família, os membros que compõem as mesmas, que pessoas moram com eles, se tios, primos, avós e outros, através dos relatos dos mesmos. A partir dessas descobertas compreenderá mais o processo de desenvolvimento de cada aluno, podendo auxiliar e orientar cada um dentro de suas necessidades.

Uma boa forma de fazer os alunos perceberem a importância da casa e da família é discutindo sobre o assunto nas rodas de conversas, pois assim perceberão como podem ajudar em casa, o quanto é importante colaborar com as tarefas domésticas, como guardar seus brinquedos, manter seu quarto arrumado, ajudar os irmãos mais novos, enxugar vasilhas, aprendizados estes, que ficarão para toda a vida.

E para o assunto ir muito além, o professor poderá ainda explorar os tipos de casas dos animais, que também servem de abrigo e proteção para os mesmos, como a do João-de-barro, das abelhas, das formigas, do pica-pau, dentre vários outros, comparando com as diferentes necessidades de cada espécie.

Dessa forma, construirá conceitos da importância da família em nossas vidas, de amizade, respeito e união dentro das mesmas, valores de boa formação que servirão para toda a vida, num mundo tão cheio de maldades e destruição familiar.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
Forro Americano
Aula de artes divertida

Orientações - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola