Topo
pesquisar

Procrastinação – o estudo sempre fica para depois

Sugestões para Pais e Professores

PUBLICIDADE

É comum vermos pessoas que nunca cumprem com suas atividades, ou que terminam as mesmas com algum atraso. Isso é conhecido como procrastinação, o processo de adiar o início ou o término de uma tarefa.

A procrastinação pode ser originária de fatores psicológicos, quando o indivíduo apresenta ansiedade ou baixa auto-estima.

Possui também fatores fisiológicos, encontra-se no cérebro na parte do córtex pré-frontal, área responsável por funções de planejamento, controle de impulsos e atenção, agindo como um filtro diminuidor dos estímulos que causam a distração.

Em razão de fatores psicológicos o aluno pode ter procrastinação, levando-o a desvalorizar os estudos e a afastá-lo dos mesmos, não percebendo que este é um bem para toda a sua vida, que sua formação lhe fará um profissional capacitado no futuro.

Outro fator que pode paralisá-lo diante do aprender ou de alguma tarefa, é por achar que não merece atingir o sucesso e por acreditar que, através deste, fará com que alguém se sinta prejudicado.

A procrastinação pode aparecer ainda como uma manifestação contra excesso de autoridade, ou seja, contra tudo aquilo que é imposto, seja por seus pais ou professores, onde estes nunca abrem espaço para o argumento. Assim, quanto mais mandam, mais afastam o estudante do objeto do conhecimento.


O sujeito troca as responsabilidades pelo prazer imediato

Como características externas, a procrastinação pode ser evidente no aluno chegando sempre atrasado ao colégio, não fazendo as tarefas e trabalhos de casa ou entregando-os atrasados, deixando para fazer estes na hora de dormir, estudando para a prova na véspera da mesma, o que mostra uma vida desorganizada e sem planejamento.

Internamente, a procrastinação apresenta sensações confusas, deixando o aluno ansioso, embaraçado, com sentimento de culpa e sentindo-se incapaz.

Normalmente, os alunos que possuem procrastinação são tidos como preguiçosos, sem responsabilidade, porém o que acontece é que se ocupam com pequenas coisas que o desviam da tarefa principal, durante a realização da mesma, como levantar e buscar objetos, apontar lápis, beber água, parecendo que não conseguem ficar concentrados, quietos.

Alguns estudantes enfrentam a procrastinação devido à falta de gerenciamento de seu tempo ou técnicas de estudo.

Para combatê-la é necessário que, antes de mais nada, passem a se sentir capazes e que percebam que merecem a vitória, descobrindo os benefícios que o estudo pode trazer para sua vida.

Se o estudante tiver acompanhamento psicoterápico, com certeza conseguirá superar as angústias e os medos que o tornam procrastinador, organizando seus horários, aprendendo a lidar com agendamento de suas atividades e planejando melhor sua vida.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Sugestões Pais e Proessores - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola