Sequência didática para o ensino do gênero textual receita

A análise de elementos linguísticos pode ser facilitada com o uso de uma sequência didática em aulas sobre o gênero textual receita.

O que é sequência didática?

Sequência didática é um conjunto de atividades desenvolvidas para a produção de gêneros textuais. Essas atividades podem ser guiadas por um tema ou um objetivo. Além disso, ela é dividida em etapas que têm como fechamento a produção final do gênero trabalhado, que são: apresentação da situação, produção inicial, módulos e produção final.

Nesta sequência didática, será proposta uma sequência de atividades para a produção do gênero textual receita, que é um texto presente nos Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Portuguesa.

Dados da aula:

- Ter contato com o gênero textual receita;

- Analisar o porquê do uso do modo imperativo;

- Pesquisar diferentes tipos de receita;

- Elaborar um caderno de receitas.

- 3 ou 4 aulas de 1 hora cada.

- Exemplos do gênero textual receita;

- Quadro ou cartazes;

- Folha de papel impressa;

- Alunos do 2º ano do ensino fundamental.

 

Sequência Didática – Gênero Textual Receita

Apresentação inicial

- Organizar a sala em círculo, permitindo que os alunos possam ficar à vontade e consigam manter contato visual com o professor(a) e com toda a turma.

- Iniciar explicando que conhecerão um tipo de texto muito importante e que serve para nos ensinar como os alimentos podem ser preparados.

- Dizer que durante 3 ou 4 aulas aprenderão como as receitas são estruturadas e pesquisarão receitas de família.

- A produção final será a preparação de uma receita por todos.

Produção inicial

- Se a sua escola, ou ambiente de ensino, tiver uma cozinha experimental, leve a turma para esse espaço. Caso contrário, organize a sala em torno de uma mesa para que todos possam observar e participar da sua apresentação.

- Prepare todos os materiais e alimentos necessários para o preparo de uma salada de frutas (pode-se requisitar que cada aluno traga uma fruta para aula nesse dia).

- Escreva em um cartaz, ou projete por meio do recurso multimídia, a receita de uma salada de frutas. Tente escolher uma receita que traga, além do texto, uma imagem a fim de serem trabalhadas as diferentes linguagens. Pergunte aos alunos:

- Você conhece esse tipo de texto?

- Que tipo de texto é esse?

- Onde vocês encontram esse tipo de texto?

- Para que serve?

- Já testaram alguma receita em casa? Qual? Como foi? Com quem? Deu certo?

- A sua família tem alguma receita especial?

- Em seguida, divida a sala em grupos de até três alunos. Distribua para cada grupo uma cópia da receita da salada de fruta.

- Faça uma leitura coletiva da receita e faça uma análise da estrutura textual, questionando:

 

- Como é escrito esse tipo de texto?

- O título é importante? Por quê?

- E a imagem? É importante? Por quê?

- Ele é um texto corrido ou possui partes?

- Por que vocês acham que ele é dividido em partes?

- O que cada parte contém?

- Além das palavras, o que mais aparece no texto? Por quê?

- No modo de fazer ou preparo, observe como as orações são construídas. Todas começam com verbos. Por quê? Qual a intenção de iniciar as orações com os verbos?

- Além disso, existem alguns numerais escritos por extenso “primeiro”, “segundo”. Por quê? Eles são realmente necessários? Por quê? Será que podemos substituí-los por outras palavras que também trazem uma ideia de sequência? Quais?

- Peça para cada grupo reescrever o modo de fazer, substituindo os numerais por expressões que tenham a ideia de sequência (Ex.: para começar, em seguida, depois, por último, etc.)

- Peça para cada aluno trazer de casa uma receita de família escrita no caderno.

Módulo 1

- Retome as características da receita da salada de frutas observadas na aula anterior e registre no quadro (título, imagem, ingredientes, modo de fazer).

- Organize novamente os grupos da aula anterior e peça que analisem as receitas que trouxeram de casa, observando semelhanças e diferenças entre elas. Peça para fazerem esse registro no caderno.

- Depois que registrarem, peça que cada grupo apresente suas receitas e as observações feitas.

- Em seguida, pergunte aos alunos se já fizeram uma receita de bolo de chocolate.

- Escreva o título “bolo de chocolate” no quadro e, por meio de uma produção coletiva, construa uma receita para o preparo desse alimento, perguntando:

 

- Quais ingredientes necessitamos?

- Qual a quantidade? Etc.

- Para facilitar, o professor pode colar, no quadro, diversos ingredientes que fazem ou não parte da receita e pedir para que os alunos selecionem os adequados. Além disso, pode-se trabalhar a noção de quantidade e medida utilizando esse mesmo recurso (Ex.: 1 quilo, 100 g, 2 copos, 1 colher de café, de sopa, etc.). Seria interessante também trazer para sala os recipientes para que os alunos pudessem ter contato com esses instrumentos de medição.

- Nesse momento, enfatize a necessidade de colocar essas quantidades de medidas para que a receita seja preparada adequadamente;

- Em seguida, chame a atenção da turma para a parte que descreve o modo de fazer, enfatizando a necessidade de fazerem conexões entre cada passo da receita e de utilizarem o verbo no imperativo para construírem a ideia de instrução.

- Ao encerrarem, peça que registrem a receita no caderno.

Módulo 2

- Em uma folha impressa, coloque uma receita com as partes desordenadas e as informações de ingredientes e modo de fazer incompletas.

- Em grupos novamente, peça para que recortem e colem no caderno a receita de forma correta. Diga para que se ajudem, se necessário. Além disso, ande pela sala auxiliando-os em possíveis dificuldades.

- Por fim, peça para que façam a leitura da receita que construíram.

- Em seguida, mostre para os alunos um livro de receitas culinárias ou um site que as contenha. Pergunte:

 

- Você já leram um livro ou site de receitas? Qual?

- Já assistiram a um programa de televisão ou vídeo na internet com receitas? Como foi? Sobre o quê?

- Como este site/livro está organizado?

- Por que há uma separação de receitas salgadas, doces, massas, etc.?

- Por que as receitas são organizadas em ordem alfabética?

- É importante fazer a divisão nessa ordem? Por quê?

- Onde mais encontramos divisões em ordem alfabética? Por que esse recurso é importante?

- Faça um sorteio entre os grupos a fim de que, na próxima aula, cada um traga de casa uma receita do tipo sorteado (massa, doce, salada, etc.). A receita deve ser trazida em uma folha separada para ser entregue ao professor.

Módulo 3

- Inicie a aula com a leitura das receitas pesquisadas em casa. Em seguida, recolha as receitas.

- Faça uma divisão dos tipos de receita no quadro, escrevendo em cada parte massa, salada, doce, etc.

- Sorteie uma receita e peça à turma para classificá-la de acordo com as divisões. Se necessário, leia novamente os ingredientes. Cole a receita no lugar específico. Assim que terminarem, pergunte à turma:

- Como foi possível classificar cada uma das receitas? O que indicava se uma era doce e outra salgada? Por que esse tipo de classificação é importante?

 

- Construa um exercício em folha impressa para que os alunos organizem diferentes receitas em suas classificações e na ordem alfabética.

Produção Final

- Como atividade final, distribua para os grupos a receita impressa de doce de leite em pó, ou outra em que não seja necessário ir ao fogo.

- De acordo com o contexto de cada escola, decida qual o melhor meio de obter os ingredientes para essa receita (pelos pais ou pela coordenação).

- Faça a leitura dessa receita junto com a turma, esclareça as dúvidas e peça que iniciem a produção. Ao finalizarem, reúna toda a turma para degustar e avaliar a produção, além de poderem compartilhar os docinhos com toda a escola.

 

 

Por Mariana Rigonatto
Graduada em Letras


Fonte: Brasil Escola - https://educador.brasilescola.uol.com.br/estrategias-ensino/sequencia-didatica-para-ensino-genero-textual-receita.htm