Topo
pesquisar

Planejamento: utilíssima tarefa desenvolvida pelo educador

Orientações

Utilíssimo por sinal, o planejamento caracteriza uma importante tarefa desenvolvida pelo educador, tornando-o mais hábil para gerenciar melhor a rotina.
PUBLICIDADE

Afirmar acerca da dupla jornada exercida pelo educador representa, sobretudo, um assunto de significativa relevância, haja vista que sua laboriosa rotina ultrapassa os portões da escola. Dessa maneira, eis que emerge uma grande dificuldade: se se trata de uma rotina, cujas tarefas têm de ser cumpridas rigorosamente à risca, como realizar tal procedimento de forma a se chegar ao objetivo final proposto por todo educador que se preza.

Cabe afirmar que não existe um roteiro pronto e acabado, como se fosse uma receita culinária. No entanto, algumas medidas são essenciais à eficácia dos resultados, cabendo a cada professor ajustar-se a elas da melhor forma possível e, sobretudo, colocá-las em prática.

Partindo desse pressuposto, o presente artigo tem por finalidade fazer algumas abordagens, no intuito de propor um norte, as quais facilitarão a rotina, dentro e fora da escola, contribuindo em muito para que a relação ensino x aprendizagem esteja cada vez mais calcada em bases solidificadas. Ei-las, portanto:

* Estudar, no intuito de se manter atualizado (a), representa um passo essencial à postura de todo profissional, não somente em relação aos conteúdos trabalhados em sala de aula, mas também às práticas didáticas que melhor se adequem às finalidades propostas.   
Assim, investir na formação continuada ou apenas realizando estudos contínuos, sejam esses por meio da Internet ou por intermédio de outras fontes, eis a questão.

* Compartilhar... Não raro, se a velha concepção de que são “comandados” a todo o momento faz dos alunos meros expectadores passivos (pelo menos por uma boa parte deles). Dessa forma, em vez de deixá-los se perguntando acerca do que “virá posteriormente”, mantenha-os informados acerca do que ocorrerá. Caso a tarefa da aula seguinte (realizada no dia subsequente) seja uma produção textual, que tal informar acerca do tema? Se o assunto fizer referência às características do gênero argumentativo, que tal estimulá-los a leituras de editoriais, bem como de outros cujas marcas linguísticas primem por tal aspecto?

* Prever acerca da organização do espaço, também não menos importante, faz com que haja um melhor direcionamento, aproveitamento do tempo (aqueles preciosos 50 minutos), entre outros aspectos. Assim, se em grupo, se individual, pense numa melhor forma de organizar a sala.

 * Definir as tarefas a serem desenvolvidas... Depois de assistirem a um filme, com certeza a melhor pedida para muitos não é resolver exercícios, tampouco realizar algum tipo de leitura. Ora, para quê? Dessa forma, estabeleça o que será proposto após uma determinada atividade, no sentido de estabelecer um roteiro que deve ser rigorosamente seguido. Nada de deixar “brechas” que porventura atrapalharão o bom andamento da aula. Em razão do caráter ímpar que norteia a personalidade humana, sempre haverá aqueles, digamos assim, mais “espertinhos” que ao concluir uma determinada atividade sentir-se-ão no direito de “bagunçar o coreto”. Por isso é essencial deixá-los sempre ocupados.

Enfim, todos esses e demais procedimentos, embora nem todos aqui mencionados, relacionam-se a uma só palavra: planejamento. Esse, por sinal, representa um utilíssimo procedimento desempenhado pelo educador, tornando-o mais hábil para gerenciar melhor as tarefas diárias por ele desenvolvidas.   

Vale a pena fazer o teste para conferir!!!

 

Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola