Whatsapp

Álcool – bem ou mal?

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


O consumo de álcool

Tratar sobre características do álcool é muito importante para incentivar crianças e jovens a não iniciar um vício que muitas vezes veem em casa com os pais e outros familiares, além de alguns colegas. Mas pesquisas comprovam que também há benefícios quando não há exagero.

Esses benefícios são para pessoas que não estão grávidas e que não possuem diabetes nem doenças relacionadas ao coração. Por exemplo, uma taça de vinho auxilia o fígado a não depositar gorduras. Além disso, há minimização do risco de artrite reumatoide, protege contra inflamações, tem ação vasodilatadora e há estudos que investigam a proteção cardiovascular. Discutir sobre os benefícios é muito importante para que os estudantes entendam como ocorrem as pesquisas científicas e possam entender melhor os processos biológicos.

Mas é muito importante salientar também os malefícios do álcool, pois além de ser um problema social, é uma droga facilmente aceita e vendida que é capaz de alterar a saúde física e psíquica de uma pessoa. Pesquisas efetuadas afirmam que nos casos de homicídio, agressão, estupro, atentado ao pudor e violência doméstica o agressor e/ou vítima beberam. E também é importante salientar aos estudantes os inúmeros casos de acidentes fatais no trânsito, originando vítimas, inclusive inocentes.

Outros malefícios envolvem cirrose hepática, dependência alcoólica, gastrite, diabetes, doenças cerebrovasculares, sonolência, agressividade, alteração de equilíbrio e memória, vômitos, convulsões, dentre muitos outros.

A sugestão para a aula sobre álcool envolve então sensibilizá-los sobre como o álcool em excesso causa danos à saúde, às famílias e à sociedade. Informar também que os prejuízos são a curto e a longo prazo. Questionar quem já perdeu parentes em virtude do álcool é uma maneira de fazer com que eles percebam o quanto esse problema está mais próximo do que parece. Ao final da aula, é interessante que os alunos entrevistem pessoas de seu convívio, questionando sobre se consomem ou não álcool, se essas pessoas já sofreram acidentes em razão do álcool e efetuar um cálculo estatístico para posterior discussão.


Por Giorgia Lay-Ang
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Biologia - Estratégias de Ensino - Canal do Educador - Brasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola