Whatsapp

A prisão de Guantánamo

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Use o mapa do continente americano, enfatizando Cuba.

Faça uma breve síntese sobre Cuba, a Baía de Guantánamo e a Prisão de Guantánamo. Procure perceber qual o conhecimento prévio que seus alunos têm do tema.

Depois, passe a questioná-los:

• Qual a explicação para essa base militar americana estar em território cubano?

• Como se deu o acordo entre os EUA e Cuba para que a base militar ali se instalasse?

• Por que Cuba e EUA mantêm relações conflituosas?

• De que forma essa concessão reflete hoje nos governos cubano e estadunidense?

• Por que as tentativas de inspeção nessa base sempre fracassaram?

• Por que nenhum outro país consegue saber realmente o que acontece nessa base?

• Por que a ONU não se posiciona sobre isso?

• Trabalhe com os alunos essa charge relacionada ao assunto:

Mostre a charge de forma que todos os alunos vejam claramente. Espere alguns instantes e questione-os:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

• Quais são as possíveis interpretações dessa charge?

• O que as cores representam?

• E as mãos?

• Podemos considerar a Prisão de Guantánamo um exemplo claro de atrocidades e, sendo assim, de crimes de guerra?

•  O presidente dos Estados Unidos cumpriu sua promessa de campanha: Fechar a prisão de Guantánamo? E se não fez, qual a sua justificativa?

• Peça aos seus alunos as respostas possíveis para esse exemplo de supremacia, ou seja, o imperialismo estadunidense, na forma de um texto dissertativo-argumentativo.

• Sugiro que a atividade seja feita em sala de aula.

Observação: O professor deverá ser imparcial ao abordar questões relacionadas à política, etnia e religião, pois são questões complexas que podem gerar grandes polêmicas dentro e fora da sala de aula.


Por Lilian Aguiar
Graduada em História
Equipe Brasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola