Topo
pesquisar

A produção industrial e a alienação do trabalhador

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Ao debater o processo de desenvolvimento industrial é de suma importância abordar as tecnologias de processo do Fordismo e Taylorismo, visto que esses dois modelos exerceram grande influência na industrialização mundial até meados do século XX. Além das inovações tecnológicas, você também deve elucidar sobre as transformações sociais, administrativa e na forma de trabalho.

Para isso, sugerimos que você inicie a aula com uma explicação ampla sobre o Fordismo e o Taylorismo. Posteriormente, enfatize de que forma a racionalização do trabalho contribuiu para a ampliação dos lucros de uma determinada empresa. Outra consequência desse processo de divisão do trabalho foi a alienação do operário, em que ele se especializava em uma etapa da produção, e não tinha nenhuma noção do verdadeiro valor da função desenvolvida dentro do processo produtivo.

Destaque que o trabalho humano (operário) passou a ser substituído pelas máquinas, aumentando, assim, o número de desempregados. Esse fenômeno contribuiu para a formação de um exército industrial de reserva, no qual os indivíduos que possuíam emprego passaram a aceitar baixos salários, pois poderiam ser facilmente substituídos. O trabalho passou a ficar cada vez mais dependente da máquina e se tornou muito repetitivo.

Para despertar o senso crítico dos estudantes sobre esse tema, sugerimos que você utilize a figura do personagem Carlitos (Charles Chaplin), protagonista do filme “Tempos Modernos”, além da letra da música “Se a máquina domina o homem” de autoria de Luiz Carlos Flávio:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

 


O operário e a máquina

Se a máquina domina o homem

Se a máquina domina o homem,
onde tinha coração agora é só engrenagem,
onde tinha comunhão agora é competitividade

Se a máquina domina o homem,
onde a terra era de todos agora é cerca na paisagem,
onde a cidade era de todos agora o privando é que invade,
agora, só pagando há passagem.

Se a máquina domina o homem,
onde a natureza tinha vida agora toda vida é montagem,
agora é museu de saudade, agora o deserto é a imagem.

Através da análise feita acerca da canção e da figura, é possível realizar um debate sobre a influência da máquina no processo de produção industrial, de alienação do trabalhador e da competitividade imposta pelo capitalismo selvagem. Para isso, aborde passagens da letra da música que destacam as consequências promovidas pela intensificação das máquinas no processo produtivo. Em seguida, solicite a realização de um texto que faça uma analogia do conteúdo estudado (Fordismo e Taylorismo), a imagem e a música.
 

Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Geografia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola