Topo
pesquisar

As curiosidades de Geografia aplicadas nas aulas

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


O rio Amazonas, em alguns pontos, atinge 6 km de largura e 60 metros de profundidade.

A Geografia possui um papel muito importante na construção do conhecimento, especialmente em relação ao mundo e tudo o que ele envolve. Apesar de sua relevância, é notória a falta de interesse por grande parte dos alunos em relação à disciplina. Mesmo que o professor oscile metodologias, chega uma hora em que ele tem que explanar o conteúdo proposto de forma expositiva. Para evitar que os alunos desinteressem de um determinado assunto, uma boa alternativa é a apresentação de curiosidades envolvendo a Geografia e seus respectivos temas.

Geralmente, fatos, dados, números e coisas inovadoras estimulam o interesse dos alunos. Desse modo, se o professor estiver trabalhando sobre o rio Amazonas ou hidrografia em geral, por exemplo, ele pode expor informações curiosas sobre o tema; ressaltando que o maior rio do mundo em volume e extensão é o Amazonas, inclusive, o percurso do mesmo, desde a sua nascente até sua foz, totaliza 6.868 km. Esse número equivale à distância entre a cidade de Nova York (EUA) e a capital da Alemanha, Berlim.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Se o assunto a ser estudado for o clima, o educador pode oferecer informações acerca dos pontos mais quentes e mais frios do planeta, das variações térmicas existentes no globo terrestre, levando ao conhecimento do aluno que o lugar mais quente do planeta se encontra na Líbia, um país localizado ao norte do continente africano, no qual são registradas temperaturas de até 58°C. Por outro lado, o ponto mais gelado do mundo se encontra na região de Vostok (Antártida), onde registram 88°C negativos.

Esses são alguns dos inúmeros exemplos que podem ser incorporados aos conteúdos, informações curiosas que engrandecem o conhecimento e também motivam os alunos durante as aulas, assim o prosseguimento dessa estratégia pode gerar resultados favoráveis ao longo do ano letivo.

Por Eduardo de Freitas
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Geografia - Estratégias de Ensino - Brasil Escola

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola