Topo
pesquisar

As disparidades na agricultura brasileira

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Historicamente, o Brasil depende bastante da atividade agrícola, haja vista que a mesma é um elemento essencial para a economia nacional, considerada a principal atividade responsável pela geração de emprego para a população rural.

O intenso processo de modernização no campo, consequente do desenvolvimento tecnológico nas atividades agrárias, resultou num aumento de produção. Em São Paulo (grande produtor de cana-de-açúcar), as indústrias contratam cientistas e engenheiros para desenvolver equipamentos mais eficientes para as usinas de álcool. As pesquisas na área agrícola (cana, laranja, soja, eucalipto, etc.) desenvolvem a bioquímica e a genética no país.

Esse processo de modernização no campo tem várias consequências negativas de ordem social, pois há uma redução na captação de mão de obra, fato que desencadeia o êxodo rural, além de essa mecanização ter causado a necessidade do trabalhador rural ser mais produtivo, levando-o ao desgaste físico. O excesso de trabalho promove uma série de problemas de saúde, os mais comuns entre os trabalhadores rurais são: tontura, desmaio, cãibra e convulsão.

Ao abordar sobre a agricultura no Brasil é essencial que realize uma análise das disparidades relacionadas a essa atividade. A aula deve demonstrar o desenvolvimento tecnológico realizado no campo e, em contrapartida, suas consequências para os trabalhadores. Para promover uma análise crítica a respeito do tema, utilize a seguinte charge:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por meio dessa charge, realize um debate com os alunos, na qual é possível discutir sobre a forma de trabalho no campo. Mesmo com a utilização de tecnologias na agricultura, permanecem métodos de trabalhos exaustivos com péssimas condições. Para tal, atenha-se aos elementos da charge que demonstram as difíceis condições de trabalho dos cortadores de cana-de-açúcar.
Entre as principais a serem destacadas, estão as suas ferramentas – apenas foices. Outro aspecto interessante são as roupas utilizadas, onde é possível notar o uso de chapéus e panos enrolados em volta da cabeça para se protegerem da intensa exposição à radiação solar. Destaque também a existência do trabalho escravo no Brasil, pois muitas pessoas desconhecem esse fato.

Ao término da análise da charge, solicite aos estudantes a realização de uma pesquisa contendo o processo de modernização – indique a leitura do texto Revolução Verde – e a existência de condições precárias de trabalho no campo.

Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Geografia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola