Topo
pesquisar

Bateria de limão

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

A física é interessante por propiciar a criação de experimentos simples e de baixo custo, a partir dos quais os alunos podem se sentir autores do seu próprio conhecimento. No estudo de física, nós, professores, devemos criar condições que levem os alunos a se interessarem pela disciplina. Em meio a tantos recursos tecnológicos à sua disposição, os alunos se sentem descompromissados com o estudo. A fim de contornar essa situação, o professor deve pensar em diversos meios e recursos que despertem o interesse do aluno. Uma dessas alternativas pode ser a construção de experimentos rápidos, simples e que causem impactos dentro do assunto abordado.

Diante disso, segue abaixo a descrição de uma atividade experimental que pode ser levada para a sala de aula visando melhorar a discussão educacional entre professor e aluno. O experimento é de baixo custo e pode ser realizado com toda a sala de aula. O objetivo é construir uma bateria elétrica, usando um limão e dois pregos de metais diferentes. Os dois pregos serão os eletrodos; e o suco ácido do limão, o eletrólito.

Material utilizado

- um limão

- um prego de ferro ou aço

- um fio de cobre

- dois pedaços de fio

- um multiteste (multímetro) ou uma lâmpada de árvore de natal ou LED

Inicialmente, descasque as pontas dos fios e enrole a ponta de cada um no prego de aço e no fio de cobre. Crave o prego e o fio de cobre no limão, e estará pronta a bateria.

Bateria de limão

O que acontece

O fio que está conectado ao prego de ferro é atacado pelo ácido (cítrico) do limão. Quando átomos de ferro saem do prego, deixam neste um excesso de elétrons. O fio de cobre é menos atacado que o ferro, e fica com potencial positivo em relação ao prego de ferro. Surge uma diferença de potencial entre os dois metais e quando se fecha o circuito com um fio, os elétrons tendem a sair do prego de ferro e ir para o cobre. Assim, a nossa bateria tem polo negativo no prego de ferro e positivo no fio de cobre.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Pode-se medir a força eletromotriz dessa bateria com o auxílio do multiteste. Escolha uma escala de tensão DC que meça até 1 volt. Essa bateria gera aproximadamente 0,75 volt. Se colocada em curto, pode gerar correntes de até 0,5 mA.

Testando a voltagem da bateria de limão em um multiteste

Se você não tiver um multiteste, pode usar uma lâmpada de árvore de Natal e notar que ela acende ao ser conectada aos dois fios. Um diodo emissor de luz (LED) também pode ser usado. Nesse caso, observe que ele só acende se os fios forem conectados com a polaridade correta.

Se ele não acender, inverta as ligações dos fios com as patinhas do LED. Você pode fazer um relógio eletrônico funcionar com uma bateria de limão. Esses relógios, que funcionam com baterias do tipo botão, necessitam de correntes elétricas muito baixas para funcionar e trabalharão perfeitamente com a bateria de limão.


Por Domiciano Marques
Graduado em Física
Equipe Brasil Escola

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola