Topo
pesquisar

Construção de um estereoscópio em sala de aula

Estratégias de ensino-aprendizagem

A partir da construção de um estereoscópio em sala de aula, você pode mostrar aos seus alunos porque enxergamos em três dimensões e temos a percepção de profundidade e distância dos objetos.
PUBLICIDADE

A formação da imagem no olho humano é um tema muito interessante que pode ser trabalhado em uma aula diferente sobre Óptica. Sabemos que, na verdade, a imagem que se forma na nossa retina é invertida, ou seja, de cabeça para baixo, e isso pode ser demonstrado a partir da construção de uma câmara escura de orifício (veja a sugestão no nosso artigo “Propagação retilínea da luz”).

Mas existem algumas características mais difíceis de explicar, como é o caso da noção de profundidade e de distância que percebemos dos objetos. Essas propriedades das imagens que enxergamos podem ser ensinadas a partir da construção de um estereoscópio, um aparelho que permite a visualização de imagens fotográficas em três dimensões.

O funcionamento do estereoscópio baseia-se na observação de duas imagens obtidas do mesmo objeto em diferentes pontos. Ao observar essas imagens, mantendo uma separação entre os nossos olhos, conseguimos ter a noção de profundidade semelhante à que ocorre na nossa visão.

Para a construção de um estereoscópio, são necessários os seguintes materiais:

  • uma armação de papelão grosso;

  • duas lentes convergentes (devem ser colocadas na armação, com uma separação de aproximadamente 6,5 cm entre elas);

  • imagens de um mesmo objeto com pequeno deslocamento;

A montagem do estereoscópio deve ser feita conforme a figura:

Observe como deve ser o esquema de montagem de um estereoscópio
Observe como deve ser o esquema de montagem de um estereoscópio

Para compreender melhor, veja a figura a seguir:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja agora como eram feitos os estereoscópios
Veja agora como eram feitos os estereoscópios

Para obter as imagens, você pode utilizar uma câmera fotográfica: tire uma foto e marque a posição, em seguida, afaste a câmera da posição inicial, aproximadamente 10 cm, e obtenha outra imagem. É essencial que a altura da câmera seja mantida e que ela não sofra rotação.

Após observar uma série de imagens com os alunos, faça uma análise em conjunto com eles para explicar que é a nossa visão binocular que nos dá a percepção das três dimensões do que vemos. A imagem formada no olho é plana, ou seja, apresenta apenas duas dimensões (largura e altura), mas em razão da distância, que varia de 5 a 8 cm, entre os nossos olhos, que criam imagens diferentes de um mesmo objeto, temos a noção de profundidade do que vemos ao nosso redor. O estereoscópio simula o que acontece no nosso cérebro: a fusão das duas imagens.

Aproveite para ensinar a formação da imagem em um cinema 3D aos seus alunos, que é feita da mesma forma: o vídeo é projetado por duas fontes diferentes, separadas por uma pequena distância e com um pequeno deslocamento angular entre elas. Os óculos 3D servem como polarizadores da luz e fazem com que enxerguemos em apenas uma direção, o que nos dá a ideia de profundidade.


Por Mariane Mendes
Graduada em Física

O estereoscópio permite que vejamos fotografias em três dimensões, simulando o que ocorre na nossa visão
O estereoscópio permite que vejamos fotografias em três dimensões, simulando o que ocorre na nossa visão
Os periscópios são instrumentos ópticos que funcionam a partir da associação de dois espelhos planos
Estratégias de ensino-aprendizagem Construção de um periscópio
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola