Topo
pesquisar

Construção de um sino de copo descartável de café

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Para a montagem deste aparato experimental você precisará de:
- um pedaço dobrado de arame grosso de aproximadamente 1,5 a 2 mm de diâmetro
- meio metro de comprimento de linha
- um copo plástico descartável (se possível, um copinho de café)

Primeiramente faça um pequeno furo no centro do fundo do copinho de plástico, logo em seguida amarre uma extremidade da linha no fundo (base) do copo e a outra extremidade amarre no pedaço de fio dobrado ou enrolado. Verifique se o conjunto ficou de modo que, como mostra a figura abaixo, o arame fique pendurado.

Sino feito com copinho de plástico de café

Em seguida bata com outro pedaço de arame ou madeira no arame que está preso pela linha. Veja que as vibrações produzidas vão se propagar pelo fio, produzindo ressonância no copo plástico. Colocando o copo junto ao ouvido, ouve-se um som bem agradável, semelhante ao de um carrilhão. Deve-se deixar o fio livre, afastado do copo, e segurar o copo pela borda, para que suas paredes fiquem livres para vibrar. Nesse caso não ocorre ressonância, pois as frequências emitidas não são iguais e provavelmente nem múltiplas das frequências naturais do copo, o que ocorre são oscilações forçadas pela vibração do arame sobre o fio e deste sobre o copo, que as reproduz e as amplia.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Podemos dizer que basicamente a função do copo é a mesma do cone dos alto falantes, que reproduz e amplia o som. Você pode tentar bater no arame pendurado com diversos tipos de arames, feitos de diferentes matérias e formatos, para ouvir e comparar os timbres e tons emitidos. Quanto aos copos plásticos, os menores, de café, produzem som de menor intensidade, mas surpreendem mais, pois o ouvinte só ouve o som quando coloca o copinho perto da orelha. Os copos maiores produzem som de maior intensidade, porém a surpresa é menor, porque o som pode ser ouvido a alguma distância do ouvido, mas o efeito é o mesmo.


Por Domiciano Marques
Graduado em Física

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola