Whatsapp

Determinando a intensidade sonora na sala de aula

Estratégias de ensino-aprendizagem

Você sabia que o nível de intensidade sonora nas salas de aula é, geralmente, maior do que o desejado? Confira este texto e saiba como trabalhar o nível de ruído com seus alunos.
O nível de intensidade sonora é medida em decibéis.
O nível de intensidade sonora é medida em decibéis.
PUBLICIDADE

O barulho em sala de aula é um dos fatores limitantes de aprendizagem. Ruídos de conversas e barulhos externos podem afetar o rendimento dos estudantes, além de serem potenciais causadores de diversos males à saúde, como estresse, irritabilidade, insônia e dificuldade de concentração.

Ao medir o nível de intensidade sonora durante as aulas, é possível conscientizar alunos e incentivar a administração escolar a implantar políticas e estratégias que visem um ambiente mais saudável para alunos e professores.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), de acordo com o nível de ruído e o tempo de exposição, a poluição sonora pode causar diversos problemas de saúde. Confira a tabela abaixo, que relaciona o efeito dos níveis de intensidade sonora:

Efeitos

Limite do nível de ruído – dB(A)

Perturbação do sono: a pessoa não relaxa totalmente, não atingindo os estágios mais profundos de sono e reduzindo o tempo de descanso.

 

30

Interferência na comunicação: conversar com outra pessoa, falar ao telefone e ouvir rádio ou televisão tornam-se mais difíceis.

 

50

Estresse leve com excitação do sistema nervoso e produção de desconforto acústico.

 

55

Perda da concentração e do rendimento em tarefas que exigem capacidade de cálculo.

 

60

Risco de perda auditiva: a pessoa exposta pode contrair perda de audição induzida por ruídos para exposições de oito horas diárias.

 

75


A intensidade sonora desejada no interior das salas de aula é de 30 dB, o que está bem longe de ser uma realidade. Por isso, é importante controlar a intensidade sonora nesse ambiente.

Metodologia

Peça para que seus alunos instalem em seus smartphones algum aplicativo gratuito que registre a intensidade sonora. Para tanto, oriente-os a buscarem a palavra “decibelímetro”. Os aparelhos celulares são capazes de fazer essa medição sonora, uma vez que são equipados com um conjunto de dois ou mais microfones.

Veja também: Ondas sonoras

Após a instalação do aplicativo, combine com os alunos alguns horários durante as aulas para que sejam feitas as medidas de intensidade sonora. Os intervalos podem ser de 30 minutos ou 1 hora.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Forneça uma tabela na qual o aluno possa registrar o horário em que a intensidade sonora foi medida e o valor obtido. Veja o exemplo abaixo:

Intensidade Sonora (dB)

Horário

40 dB

10h30min

60 dB

 

09h15min

 

75 dB

 

11h45min

 


A cada dia, uma nova tabela pode ser preenchida. As intensidades sonoras devem ser medidas no mesmo horário fixo. Ao final do processo, é possível calcular qual foi a média de intensidade sonora obtida para cada horário.

Tendo em mãos essas médias, é interessante fazer um gráfico para que se entenda em qual horário do dia ou da manhã há mais poluição sonora em sala de aula. A internet conta com diversas opções gratuitas e bastante intuitivas para construção de gráficos.

Abaixo temos um exemplo hipotético de gráfico em linha, que permite visualizar a evolução temporal do ruído em sala de aula:

Gráfico da intensidade sonora
Exemplo de gráfico que permite visualizar a evolução temporal da poluição sonora em sala de aula.

Com o gráfico em mãos, é possível relacioná-lo à tabela da OMS para determinar qual é o possível efeito daquela exposição sonora a longo prazo. Dessa forma, será possível elaborar estratégias de conscientização no ambiente escolar.

Veja também: Acústica

Alguns aplicativos podem fornecer o erro apresentado em cada medida. Esse valor, no entanto, é sempre maior, uma vez que a captação de som depende do dispositivo utilizado por cada estudante. Além disso, a posição de cada estudante na sala de aula pode afetar a medida em virtude da interferência sonora, capaz de produzir regiões de interferência construtivas e destrutivas.

Por fim, é possível comparar os resultados obtidos com a tabela abaixo. Nela, podemos encontrar quais são os valores típicos de intensidade sonora em diversos ambientes ou situações. Confira:

Som

Nível sonoro (dB)

Conversa em voz baixa

20

Automóvel

50

Aspirador de pó

80

Buzina de caminhão

100

Trovão

130

Decolagem de avião

140


Por Me. Rafael Helerbrock

Artigos Relacionados
Mostre aos seus alunos por meio da atividade prática como ocorre a propagação do som em diferentes materiais.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola