Topo
pesquisar

Galvanômetro de baixo custo

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Sabemos que o estudo da eletricidade às vezes se torna um pouco difícil quando não há interação do aluno com o conteúdo, ou seja, quando o aluno não tem o contato com a parte experimental do conteúdo ministrado. Em muitos casos essa dificuldade parte da própria estrutura física da escola, que não oferece o devido suporte ao professor para o preparo de bons experimentos físicos.

No ensino da Física, diversos experimentos podem ser confeccionados pelos próprios alunos. Para isso, é necessário apenas ter disposição e alguns materiais de baixo custo. Um dispositivo que pode ser construído pelos alunos pode ser o galvanômetro.

O galvanômetro é um dispositivo utilizado nos instrumentos de medidas elétricas, capaz de detectar e medir pequenas intensidades de correntes elétricas que passam por ele, bem como de indicar o sentido da corrente elétrica. Para o estudo de medidas elétricas, ou seja, quando se trabalha com circuitos elétricos, o professor pode sugerir a construção de um galvanômetro de baixo custo.

Material utilizado

- 6 m de fio de cobre
- 2 pilhas grandes
- 1 tábua de 30 x 30 cm
- 1 agulha
- silicone em bastão
- linha de costura
- ímã

Montando o experimento

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Primeiramente desencape cerca de 10 cm em cada ponta do fio, deixando-as soltas na mesma direção. Em seguida enrole circularmente o fio, de modo que tenha um diâmetro de aproximadamente 15 cm. Fixe o enrolado de fio de cobre sobre a tábua e deixe as pontas para serem ligadas às pilhas. Por fim amarre a agulha ao meio com a linha de costura e pendure-a bem ao meio da bobina de cobre. Construa o aparato experimental de modo que ele fique como o da ilustração abaixo.

Para que o experimento funcione corretamente, atrite sempre no mesmo sentido a agulha no ímã para que seus elétrons fiquem alinhados.

Galvanômetro montado

Após montado, peça que um aluno ligue as pontas descascadas do fio de cobre nas pilhas e observem o que acontece com a agulha. Sugira aos alunos que formulem uma explicação para o fenômeno que ocorre na agulha. Após a discussão, o professor pode realizar a correção dos conceitos físicos abordados, bem como dar a explicação correta do que faz a agulha girar.


Por Domiciano Marques
Graduado em Física

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola