Whatsapp

O ensino de matemática financeira para a formação de um cidadão consciente

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Hoje, com a facilidade de crédito, compras a prazo e financiamentos são atrativos para quem não possui condição de realizar uma compra à vista. O governo até estuda meios de reduzir a inadimplência devido a compras que não foram planejadas em razão do não entendimento, por parte do cidadão, dos conceitos de matemática financeira.

Ao pagar uma dívida ou impostos ou ao adquirir um bem, o cidadão tem diversas opções de pagamento, mas ainda apresenta dúvidas ao decidir o que é melhor: comprar à vista ou a prazo. Para analisar criticamente o que influencia sua tomada de decisão, a pessoa precisa ter conhecimento de conceitos como: taxa de juros, prazo, carência e outros tantos. Pensando dessa forma é necessário introduzir e trabalhar conteúdos sobre matemática financeira no ensino fundamental e médio.

No ensino fundamental podemos introduzir os conceitos de porcentagem e desconto assim que o aluno já tenha conhecimento das frações e números racionais na forma decimal. Nas etapas finais do ensino fundamental, as ideias de capitalização simples e compostas também já podem ser introduzidas, induzindo os alunos a fazerem comparações com promoções anunciadas pela mídia, verificando se a compra a prazo é mais vantajosa que a compra à vista.

No ensino médio podemos utilizar o estudo das funções e das progressões para também analisar os efeitos dos juros nas compras a prazo, como se dá a construção das tabelas de financiamento da casa própria, o comportamento do dinheiro aplicado na caderneta de poupança e outras situações cotidianas. O importante é despertar o interesse dos alunos para um assunto que diz respeito a todos nós e que gera muita dúvida na maioria da população.

O objetivo do ensino da matemática financeira é formar cidadãos que saibam analisar criticamente as operações financeiras de que faz uso diariamente, tendo o poder de optar e decidir o que melhor lhe convém diante de suas expectativas, interpretando e refletindo sobre as opções que o mercado oferece.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Marcelo Rigonatto
Especialista em Estatística e Modelagem Matemática
Equipe Brasil Escola

Matemática - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Artigos Relacionados
Confira algumas dicas para uma aula sobre a História do Dinheiro e prepare tópicos de abordagem de contextos históricos a partir disso.
Este artigo, voltado principalmente para professores de Química, visa mostrar o significado de ensinar para formar o cidadão, como fazer isso e a importância dessa postura. Veja mais!