Whatsapp

Pensando as novas tecnologias

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

O lugar que a tecnologia ocupa em nossas vidas pode empreender uma rica discussão.


No mundo contemporâneo, as facilidades possibilitadas pelo desenvolvimento tecnológico empreenderam uma série de mudanças em nosso cotidiano. Tarefas que antes dependiam de grande esforço, agora podem ser muito bem executadas com um simples clique. De fato, essa manifestação de progresso deve ser reconhecida como promotora de benefícios bastante significativos para todos nós.

Entre tantas novidades, observamos que muitos alunos absorvem essa onda de tecnologias sem muito raciocinar sobre a função que ela ocupa em nossas vidas. Nesse sentido, podemos destacar que a internet e a informática são dois meios que permitiram aos alunos contatarem um volume de informações nunca antes imaginado. Contudo, será que a facilidade e a quantidade asseguram a construção de um espírito crítico?

Lançando essa pergunta em sala de aula, o professor abre caminho para um delicado debate que busca pensar a relação entre as tecnologias e a formação intelectual dos indivíduos. Sendo um assunto de natureza complexa, acreditamos que o trabalho com uma charge do cartunista Galhardo possa facilitar essa discussão para uma turma de Ensino Fundamental, por exemplo.





Ao ler sobre os vários aparatos tecnológicos que a personagem principal elenca, muitos alunos podem invejar todos aqueles modernos produtos que ele possui. Contudo, nos dois últimos quadrinhos, o lugar dessa tecnologia acaba sendo questionado quando a mesma personagem assume comicamente que o seu intelecto tenha um potencial equivalente.

Explorando outras possibilidades do material trabalhado, o professor pode estender o uso desse material para o professor de matemática. Aproveitando a menção dos gigabytes e outras unidades de medida exploradas no texto, podem ser feitos alguns simples e eficientes exercícios de revisão sobre proporcionalidade e os diferentes sistemas numéricos.


Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola


História - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola