Whatsapp

Práticas metodológicas com ênfase nas relações intertextuais

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE




As relações intertextuais presentes nas propagandas eleitorais

 

Mediante sua vivência profissional, o educador compartilha inúmeras experiências, por vezes desafiadoras, mas tais desafios tendem a tão somente ampliar suas práticas metodológicas, sua visão crítica acerca da realidade a qual se perfaz o ambiente de sala de aula, entre outros aspectos. Indubitavelmente, tais conquistas implicam no efetivo amadurecimento e crescimento enquanto docente atuante.

Em meio a essas descobertas, menciona-se um fato de relevante importância: a didática voltada para a aplicação dos conteúdos. E, referindo-se a estes, há que se considerar um importante fator – a forma pela qual serão transmitidos, visto que o objetivo pretendido é fazer com que haja uma total apreensão por parte dos educandos. Diante desse pressuposto, uma constatação parece reluzir a todo instante – quanto mais o educador procura aproximar as questões teóricas da realidade circundante, mais se obtém eficácia no tocante à didática. Em função disto, o presente artigo pauta-se por elucidar algumas considerações relacionadas a essa ocorrência, tendo como suporte o ensino com base nas relações intertextuais.

Sabe-se que a intertextualidade se volta para o diálogo estabelecido entre as diferentes formas de comunicação, seja por meio de um texto, uma imagem ligada a um fato polêmico, pelas artes de uma forma geral (pintura, escultura), pelas propagandas veiculadas pela mídia, entre outras vias intermediárias. Portanto, de forma específica, as propagandas políticas são um excelente exemplo para a abordagem do conteúdo em questão. Desta feita, procurando materializar a prática condizente à teoria x realidade, algumas sugestões poderão subsidiar o trabalho do educador, com vistas a norteá-lo rumo a esse procedimento, podendo ser assim conferidas:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

*Como passo inicial, é importante haver uma prévia explanação acerca do que realmente é a intertextualidade, ressaltando aspectos principais, bem com os tipos existentes.

*Posteriormente, pode-se sugerir que os alunos analisem o discurso referente às propagandas e constatem qual o texto-base a que estas faz alusão, pois geralmente intertextualizam músicas de renomados artistas.

*Feito isso, é interessante propor um seminário visando a discussão da mensagem apresentada, levando-se em consideração o ponto de vista apresentado pelos próprios alunos, momento este propício para aprimorar a visão crítica de todos.

*Partindo-se do pressuposto de que eles se sentem motivados ao demonstrarem sua habilidade criativa, para encerrar, é interessante sugerir que eles se coloquem no lugar dos próprios candidatos, e assim criem sua publicidade, utilizando, é claro, os conhecimentos sobre as relações intertextuais. Certamente, o que não faltará é criatividade, e a apreensão se dará de forma plausível.

Por Vânia Duarte
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Português - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

 

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola