Topo
pesquisar

Resistores em paralelo

Estratégias de ensino-aprendizagem

A criação de um resistor em paralelo tem por objetivo básico estudar as propriedades da ligação em relação ao brilho apresentado pelo circuito.
PUBLICIDADE

Uma lâmpada incandescente é, basicamente, um resistor. Para a realização desta atividade vamos utilizar os seguintes materiais:

- três lâmpadas de 6 V com soquetes
- 4 metros de fio cabinho (pode ser de nº 20)
- fita crepe
- 4 pilhas novas e grandes de 1,5 V

Para montar o experimento, observe o esquema abaixo:

Circuito elétrico com pilhas ligadas em série e lâmpadas em paralelo

- Ligue as pilhas em série: o polo positivo de uma deve estar encostado ao negativo da outra, unindo-as com fita crepe. Dessa forma, o circuito estará submetido à tensão de 6 V.
- Corte dois pedaços de fio, com 90 cm cada um. Retire a capa de plástico de uma das extremidades e ligue-a aos polos positivo e negativo do circuito das pilhas. Depois, desencape também os pontos A e B, C e D, E e F distantes, respectivamente, 40 cm, 60 cm e 80 cm das extremidades que foram ligados às pilhas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

- Ligue dois pedaços de fio, de 15 cm cada um, com suas extremidades desencapadas, aos pontos A e B e ao soquete. Faça o mesmo para as outras duas lâmpadas em C, D, E e F.

Se as lâmpadas não acenderem, verifique os contatos. Nas pilhas, eles podem ser fixados com fita crepe. Observe o brilho das lâmpadas. Apague uma, desenroscando-a, e observe o brilho das demais. Discuta com os alunos o porquê da situação (brilho da lâmpada), instigando-os a apresentar seus conhecimentos prévios. 

Por Domiciano Marques
Graduado em Física

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola