Topo
pesquisar

Balão resistente a agulhas

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Já experimentou colocar agulhas em um balão cheio de ar? O provável é que a ponta afiada da agulha penetre na borracha do balão fazendo com que o mesmo estoure. Mas o resultado pode ser bem diferente dependendo do local escolhido para perfurar.

Para demonstrar na prática o balão resistente a agulhas, você vai precisar de:

• 2 balões de borracha
• Agulha
• Óleo de cozinha

Procedimentos

1. Encha os dois balões com menos um pouco da capacidade máxima de ar e prenda-os com um nó (ou barbante);

2. Passe óleo na agulha e espete-a pela lateral de um dos balões, como mostra a imagem:



3. Segure o outro balão e espete a agulha pela parte superior (perto da válvula de encher), e agora, o balão estourou? Não! Por quê?

Explicação química

Para entender o porquê do balão não estourar, falemos de sua composição, a borracha. Sabemos que este material é um polímero altamente flexível e elástico, a explicação para estas propriedades vem das cadeias poliméricas que compõem a borracha.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)



A ilustração acima mostra a cadeia de polímeros no balão vazio e no balão cheio. Repare que a 1ª cadeia se encontra totalmente desorganizada, parece até um espaguete. Pois é exatamente assim que a parte superior (próxima à boca do balão) está.

Esta estrutura permite que a agulha passe por ela sem causar modificações ao objeto, ou seja, o balão continua cheio. O mesmo não ocorre quando inserimos a agulha na parte mais esticada do balão. Neste local, as cadeias estão esticadas e não há espaço para que a agulha penetre entre elas, e o resultado: o balão estoura!

É possível visualizar a diferença das cadeias através da coloração no balão: a parte mais escura, que fica nas extremidades, corresponde à estrutura relaxada, e na parte mais clara, nas laterais, se localizam as cadeias esticadas.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola   

Veja mais!
Aplicação do tema Polímeros em aula 

Química - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola