Topo
pesquisar

Subindo em Tudo

Orientação Escolar

PUBLICIDADE

Quando uma criança chega por volta de um e dois anos de idade é comum que queira conhecer novas sensações, descobrir o mundo ao seu redor. Nessa fase pode se deparar com situações de perigo, mas como não tem noção disso, segue em suas experiências.

Escadas, gavetas, móveis e janelas tornam-se objetos do alpinismo feito em casa, por alguém que precisa receber orientações para não se machucar, mas que tem o direito de explorar esse novo mundo para desenvolver suas habilidades motoras.

Tentar proibir esse tipo de “arte” não é a forma adequada, uma vez que estes ainda não possuem noção de perigo, ou seja, não conseguem prever o resultado de suas ações. A criança precisa da liberdade, das tentativas, das várias sensações que acontecem no seu cotidiano. Experimentar significa conhecer, saborear, sentir, ou seja, trazer para si aquilo que é novo e lhe dá prazer.

Muitos pais agem perdendo a paciência com os filhos, o que também não resolve e, se a criança leva uma palmada, nem entende o motivo da mesma por não perceber o perigo de suas escaladas. Existem livros que apresentam formas de se educar os filhos, que auxiliam pais a evitarem excessos e, consequentemente, erros graves, mas os orientam a ajudar os filhos a crescerem dentro de uma educação sem violência, de compreensão e respeito aos limites dos pequenos.

 
Olhos voltados para a criança é uma forma de evitar acidentes

Alguns cuidados dos pais em relação à esperteza e agilidade da criança são necessários, a fim de evitarem acidentes graves como quedas, pancadas fortes na cabeça ou mesmo que móveis se voltem sobre o pequeno.

- Evitar travesseiros e acolchoados dentro do berço, que podem facilitar uma escalada e uma possível queda;
- Colocar grades ou telas de proteção nas janelas;
- Impedir acesso a escadas;
- Toalhas de mesa devem ser retiradas para que suas pontas não sirvam de apoio para os pequenos se levantarem, o que pode fazer com que os utensílios dispostos caiam sobre os mesmos;
- Não deixar fios de eletroeletrônicos expostos, pois a criança poderá puxá-los ou enfiá-los em tomadas;
- Cabos de panelas devem ficar voltados para dentro do fogão, evitando que o infante puxe-os;
- A tampa do vaso sanitário deve ficar fechada;
- Evite móveis com gavetas expostas, para que a criança não suba nas mesmas;
- Mantenha os brinquedos ao alcance dos pequenos, a fim de que estes não tentem pegá-los em lugares difíceis;

O melhor a fazer é se precaver para que acidentes não aconteçam, uma boa dica é manter os olhos sobre a criança o tempo todo.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
A mochila ideal para seu filho
Requisitos para se escolher uma boa mochila

Orientações para Pais - Orientação Escolar - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola