Topo
pesquisar

As primeiras aulas do educador

Orientações

PUBLICIDADE


A ansiedade da primeira aula de um educador.

O primeiro dia de aula do professor é tido como um momento de extrema ansiedade e insegurança. Por mais que se tenha feito um bom curso e tenha sido um bom aluno, o preparo acadêmico não garante que o novo professor esteja pronto para desenvolver estratégias mirabolantes e muito menos que saiba como agir dentro da sala de aula

 
Além da ansiedade do professor, existe também a dos próprios alunos em conhecer o novo professor. Segundo pesquisas, a maioria dos principiantes apresenta esse tipo de comportamento, principalmente no fim do curso do Magistério, por se tratar da formação de crianças.


Geralmente os professores novatos apresentam temores e dúvidas, não que os veteranos não manifestem tais sensações, porém os iniciantes costumam ter mais dificuldades para resolvê-los. Certas situações são encaradas com maiores dificuldades. Ressalta-se que apenas a prática diária traz segurança e traquejo para superar imprevistos, mas é fundamental ter uma pequena bagagem.

Sendo assim, pensando no educador, sugerimos algumas atitudes que poderão colaborar no início da prática educativa:

• Procure dividir essa sensação com um colega mais experiente, ele poderá lhe passar algumas dicas

• Consulte um professor mais antigo;

• Evite chamar a atenção a todo instante daquele aluno que é extremamente indisciplinado, tal atitude normalmente torna a situação pior;

• Busque uma forma de motivar os alunos pouco participativos;

• Crie um vínculo afetivo com a turma, propiciando melhor desempenho dos alunos, tornando as aulas conseqüentemente mais agradáveis.

• Tenha uma postura firme, tendo a consciência da importância de ouvir e entender seus alunos, bem como atender as suas reivindicações na medida do possível.

• Realize leituras constantemente, pois essas favorecerão no planejamento de uma boa aula.

• Conheça os Parâmetros Curriculares Nacionais e o projeto pedagógico da escola.

• Busque um profissional da área para discutir estratégias de ação;

• Estimule o contato com o triângulo família-escola-aluno, favorecendo a identificação das necessidades do aluno, estabelecendo regras de trabalho.

• Explique para os pais como será o trabalho realizado em sala de aula.

• Procure ficar o tempo todo ao lado da carteira do aluno para verificar o aprendizado, respeitando o ritmo de cada um.

O estágio é considerado uma das melhores ferramentas para adquirir experiência. Portanto, sempre que tiver oportunidade de realizar aproveite o máximo. E acredite: Você é capaz de fazer mais no exercício da sua profissão dando o melhor de si.
Sucesso!

Por Elen Campos Caiado
Graduada em Fonoaudiologia e Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Orientações - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola