Topo
pesquisar

Contextualização no Ensino de Física

Orientações

PUBLICIDADE

A aversão a matérias como física, matemática e química é grande em meio aos nossos alunos. A busca por novos métodos de transmitir o conhecimento de forma que a cognição seja o resultado, exige que nós, professores, sejamos dinâmicos na forma de ensinar.

O ensino de física pode ser contextualizado, tornando-o tendencioso na exploração de fenômenos do dia a dia e aplicações práticas.

A inserção desta “metodologia” em sala torna a aula mais rica, mais prazerosa e “abre a cabeça” do aluno, permitindo com que ele veja de outra forma o sentido de estudar física e ganhe incentivos na busca pela investigação de fenômenos.

Um laboratório de baixo custo pode ser montado por uma equipe formada por professores e alunos; o professor pode levar alguma tecnologia em que o princípio de funcionamento da mesma seja tema da aula; propor discussões de acontecimentos atuais que envolvam conceitos físicos, o importante é fazer da criatividade uma ferramenta de tal forma que ela possa ser utilizada como uma ponte em que o caminho seguido vai da teoria para a prática – da prática para a teoria.

Por Frederico Borges de Almeida
Graduado em Física
Equipe Brasil Escola

Orientações - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola