Topo
pesquisar

Falando Sobre Profissões

Orientações

PUBLICIDADE


“O que vou ser quando crescer?”

Muitos alunos chegam ao ensino médio sem ter noção da diversidade do mundo profissional. Normalmente, conhecem as profissões mais disputadas do ranking dos vestibulares, como medicina, odontologia, direito, comunicação, marketing e publicidade, arquitetura, engenharia, informática, etc. Mas a gama profissional nos últimos anos ampliou bastante as áreas de atuação, sendo necessário que os estudantes tenham a oportunidade de conhecê-las mais a fundo, para poderem fazer uma escolha mais precisa e segura.

Segundo o Guia do Estudante de 2008, as áreas profissionais que antes apareciam divididas em humanas, biológicas e exatas mudaram. Hoje são oito áreas distintas, sendo: tecnológicas, de organização, científicas, assistenciais, culturais, artística e de entretenimento, contato comercial, e recursos naturais.

É importante que a escola dê condições aos alunos para que conheçam tais áreas de atuação, para que os mesmos possam ir formando seus conceitos sobre as diferentes condições de trabalho, recursos materiais, recursos financeiros, empregabilidade, mercado de trabalho, etc.

A escola pode ajudar muito nesse processo, montando uma rotina de atividades que integrem as profissões, através de projetos pedagógicos, visitas a diferentes locais de trabalho, agendando palestras de diferentes profissionais para darem relatos aos alunos, etc.

Para a escolha, é fundamental que os alunos tenham os primeiros conceitos sobre cada área. Então aí seguem as informações para que vocês, pais e educadores, auxiliem na construção desse conceito.

Da área dos cursos tecnológicos devem identificar as profissões que estão voltadas para esse fim, como engenharias, biotecnologias, aeronáutica, alimentos, gestões de produção industrial e de qualidade.

As profissões voltadas para o campo das organizações são aquelas que fazem planejamento e dirigem empresas. As principais áreas são: gestões, secretaria, turismo, administração, arquivologia e agronegócios.

As profissões relacionadas às ciências são aquelas onde se desenvolvem pesquisas. Dentre as principais estão: química, farmácia, biomedicina, física, matemática, computação, ciências dos alimentos, ciências biológicas, ciências sociais, filosofia, estatística, arqueologia, etc. É um campo bem amplo de atuação, mas a medicina não está inserida nesse grupo.

Das profissões assistenciais são destacadas as que promovem o bem-estar da sociedade, seja em seu aspecto físico ou psíquico, medicina, odontologia, fisioterapia, enfermagem, estética e cosmetologia, de desenvolvimento social, psicologia, serviço social, pedagogia, etc.

Voltadas para o campo da cultura estão: jornalismo, letras e linguística, tradução e interpretação, restauração de bens culturais, de patrimônios históricos, educação física, dentre outras.

No plano artístico e de entretenimento se destacam as variáveis em designers, arquitetura e urbanismo, artes de modo geral, comunicação, fotografia, gastronomia, multimídia, eventos, etc.

O contato comercial fica voltado para: marketing, publicidade e propaganda, relações públicas e internacionais, comércio exterior, comunicação institucional, negócios imobiliários, etc., a fim de persuadir os consumidores a utilizarem novos serviços, ideias e objetos. É uma das áreas que mais se destacam na atualidade.

Por último apresentamos as profissões ligadas aos recursos naturais, as profissões consideradas “sustentáveis”, voltadas para o aproveitamento, preservação e manutenção dos recursos da natureza. Agronomia, medicina veterinária, zootecnia, ecologia, alguns tipos de engenharia, saneamento, bioenergia, dentre outras, desenvolvendo projetos e pesquisas de ações humanas, voltadas para a flora, fauna e a utilização de recursos hídricos de forma correta, dentre outros assuntos.

Com esses conhecimentos, os alunos conseguem ir delimitando quais as áreas que mais possuem afinidades, as disciplinas escolares ligadas às mesmas, a fim de construir as primeiras apreciações sobre as profissões, tornando o processo de escolha mais tranquilo, com segurança e menos impreciso.

É bom lembrar que muitos estudantes, após o ingresso nas universidades, desistem dos cursos que escolheram por falta de conhecimento das áreas escolhidas. Vale a pena ajudar!

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
Infraestrutura da Sala de Aula
Recursos tecnológicos que compõem a qualidade da aprendizagem

Orientações - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola