Topo
pesquisar

Planejamento em tempos de mudanças

Orientações

PUBLICIDADE

Os professores deveriam utilizar as técnicas do planejamento, de maneira eficaz e não para cumprimento de tarefas burocráticas.

m planejamento eficiente facilita muito a vida do professor ao longo do ano, além de expandir as extensões e abordagens do que será trabalhado, mas sem abrir mão de suas opções criativas. O professor deve lançar mão de informação, conhecimento, valor e ousadia, sempre buscando novas direções no seu trabalho educativo.

Quando elaboramos o Plano de unidade para uma determinada aula ou um conjunto de aulas, delineamos o nível de maior refinamento e objetividade do procedimento do planejamento. Diríamos que é verdadeiramente o "que fazer" real. Essa unidade de trabalho terá maior integração e consistência se estiver articulado ao Plano de Curso e ao Projeto Pedagógico da escola. Não planejar pode provocar a perda da probabilidade de caminhar na construção do saber, por isso o plano de aula deve ser feito como uma necessidade do professor e não por reivindicação formal da direção.

Ao elaborar o plano de unidade devemos comparar paradigmas educacionais, pois temos o tradicional centrado no professor, baseado no conteúdo, descontextualizado, abstrato, passivo, e temos o da era do conhecimento que é centrado no aluno, baseado em casos, contextualizado e interativo.

Nós, educadores, precisamos adequar educação, tecnologia e sociedade, com ênfase na abordagem interdisciplinar do currículo, na formação permanente e na vivência construtivista, voltada para a interação e para o trabalho em equipe.

A Educação é um cenário de desenvolvimento global e de capacitação continuada, agregando os vários níveis de conhecimento e de procedimento, tais como: sensorial, intuitivo, afetivo, racional e social. A educação abre fronteiras para novas experiências, novas maneiras de ser, novas ideias; e nós, educamos para a autonomia; e para a autenticidade. Com essa postura, o professor introduzirá modificações significativas no conteúdo educativo e nos seus métodos educacionais.

Atualmente, o educador deve desenvolver a atividade de pesquisa como base na aprendizagem e procurar mudar a maneira de pensar e construir conceitos, e visualizar a avaliação como instrumento de realimentação de suas práticas pedagógicas.

O novo perfil profissional do professor em tempos de mudança deverá ser mais flexível e adaptável e enfatizará a formação priorizada em novos modelos de competências, e detentora de uma sólida formação educacional contextualizado com os novos padrões tecnológicos e informacionais.

“Os docentes constituem uma categoria social que, assim como outras, são definidas pela sua formação e pelo caráter de seu trabalho. O que singulariza os professores é que vivem do trabalho que realizam ou dele procuram viver.” (Segnini e Souza, 2004).

Por Amélia Hamze
Colunista
Brasil Escola

Orientações - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola