Topo
pesquisar

As interações humanas e o Networking

Trabalho Docente

PUBLICIDADE

Networking é um conjunto de técnicas e atitudes cuja aplicação requer um comportamento natural de solidariedade e de ajuda recíproca de todos aqueles que tomam consciência de que estamos em permanente interdependência nas redes de relacionamento – grupo, sociedade e humanidade. Souza (2003)

Networking significa uma rede de contatos profissionais, de pessoais e de interesse que podem fazer toda a diferença na sua vida profissional.São os relacionamentos humanos que podem nos proteger de riscos e admitem a concepção de oportunidades.“Fazer networking é proporcionar o estabelecimento de uma rede de relações pessoais que permite a troca de idéias, conselhos, informações, referências, contratos e sugestões, onde a competência, habilidades e talentos são compartilhados e agregados” (Andréa Lébre)

As interações humanas estão categorizadas em: Grupo primário - formado pelas pessoas mais chegadas, com as quais temos vinculação afetiva e instalação imediata de contribuir e participar de objetivos comuns (família e amigos).Nesse grupo é capital o procedimento de identificação mútua que apóia a identidade dos mesmos. O sujeito nesse grupo tem as suas primeiras e mais fundamentais experiências da integração social: estar juntos, divertir-se, rituais de afirmação da solidariedade, etc.

Grupo secundário - constituído pelas relações mais formais e menos chegadas (pessoas que atuam na mesma área profissional, sindicatos, a nação, partidos políticos e conhecidos). São grupos mais impessoais, com objetivos limitados e específicos. E, finalmente, os Grupos de referência - composto e marcado pela oferta de normas às nossas ações individuais, fundamentando-se no coletivo e direcionando valores e expectativas ao nosso modelo de comportamento (equipes e estabelecimentos concretizados em torno de uma finalidade única - o bem comum).O grupo de referência exerce predomínio sobre os indivíduos pela natureza e modo de identificação que neles motivam. Funciona como quadro de referência para as aspirações, tomada de consciência, opiniões, atitudes e padrões de comportamento do indivíduo.

O conhecimento pode ser definido como a informação mais preciosa e, portanto, mais difícil de administrar. Conhecimento é a informação que, quando comentada, serve de parâmetro para alguma tomada de decisão. Ele é essencial ao ser humano. Atualmente, somos movidos pelas mudanças dentro das próprias modificações, cuja única certeza é a transformação.Portanto, os processos dentro do conhecimento devem ser flexíveis,ágeis, embora refletidos e amadurecidos.Dentro das interações sociais temos que ter a consciência formada no “nós”, superando a consciência do “eu”, só assim fomentaremos um banco criterioso de talentos.

Quando planejar a sua vida, seja no âmbito pessoal ou profissional, lembre-se não apenas do que deseja ser, não apenas onde pretende chegar, não apenas o que ambiciona conquistar, mas essencialmente, com quem, através de quem e ao lado de quem espera ter relacionamentos saudáveis e satisfatórios. Devemos aplicar a política de colaboração nas nossas interações, pois só assim seremos indivíduos conhecidos em nosso circuito de atuação, acrescentando o nosso famoso "networking", de forma bem-sucedida para conseguirmos construir nosso caminho. Interagir é uma arte e desenvolve nossa habilidade de ser e existir, gerando a vida e aflorando em nós o nosso melhor sentimento “o desejo da paz”.
Ref: Revista Internacional de Desenvolvimento.

Amélia Hamze
Colunista Brasil Escola

Trabalho Docente - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola